20/11/17
 
 
Fátima. Operadoras garantem telemóveis e internet na visita do Papa Francisco

Fátima. Operadoras garantem telemóveis e internet na visita do Papa Francisco

Shutterstock Sofia Martins Santos 10/05/2017 07:18

Para assegurar que não haverá problemas nas comunicações, as principais operadoras optaram por aumentar a capacidade de todas as estações da região de Ourém e vão instalar antenas provisórias. Só a MEO e a NOS terão mais nove estações móveis novas

O Papa Francisco vai estar em Portugal a 12 e 13 de maio, para o centenário das aparições de Fátima. Mas a visita a território nacional exige reforços a vários níveis, nomeadamente no que respeita às telecomunicações. A contar com o número de pessoas que estarão no recinto do santuário, o número de fotografias que vão ser tiradas e partilhadas e ainda o número de chamadas que serão feitas por muitos milhares de pessoas, as operadoras viram-se obrigadas a reforçar os meios disponíveis para que nada falhe.

“A NOS, como operador de comunicações, está naturalmente atenta a eventos ou fenómenos que juntem multidões e que exigem um esforço maior da rede de comunicações pelo grande número de acessos em simultâneo. É o caso dos festivais de música, conferências como a Web Summit, festejos relacionados com o futebol e, este ano, a visita de Sua Santidade o Papa”, começa por admitir a operadora, que optou por “ter uma equipa inteiramente dedicada a este tipo de eventos que trabalha e antevê maiores necessidades de acesso e eventuais conflitos de rede.”

No caso da visita do Papa Francisco a Fátima, em que se prevê a concentração de cerca de um milhão de pessoas, a NOS tem então preparado “um reforço da rede móvel e fixa que passa pelo aumento de capacidade e redundância de todas as estações da região de Ourém e ainda a instalação de quatro antenas provisórias nos dias das celebrações – 12 e 13 de maio”. Mas os meios necessários para assegurar as telecomunicações por estes dias não se ficam por aqui. A operadora terá ainda equipas dedicadas ao evento “em prevenção em Fátima e, remotamente, em monitorização, e será também redobrada a atenção à área de TV face aos muitos diretos previstos no local”.

Mas a NOS não é a única a ter um plano de reforço para estes dias. Também a MEO já tem tudo preparado para fazer face às necessidades que decorrem de ser um evento que vai juntar muitos milhares de pessoas.

Ao i, a operadora explica que “com o objetivo de garantir a qualidade das comunicações móveis e dar resposta ao tráfego excecional durante este dias, a MEO acionou uma operação que garante o reforço da cobertura e de capacidade da sua rede móvel, com a instalação de cinco novas estações móveis na cidade. Paralelamente, foi ampliada e reforçada a conectividade internacional, fixa e móvel, para fazer face ao fluxo de visitantes internacionais esperados em todo o país”.

Além deste reforço no número de antenas, a MEO terá também 175 profissionais envolvidos no planeamento e construção das infraestruturas de suporte, manutenção e prevenção. Ao i, fonte oficial da operadora salienta que “diversas equipas participam nesta operação, com cerca de 175 elementos envolvidos na preparação (planeamento e construção) das infraestruturas de suporte, manutenção e prevenção da operação de modo a garantir todo o sucesso do ponto de vista de suporte de comunicações”.

Também a contar com a hipótese de o Benfica ser campeão no dia 13, a MEO explica que optou ainda por criar “um centro de comando operacional que atua em estreita colaboração com todas as autoridades nacionais envolvidas nesta visita e que exerce funções de supervisão com dois polos de atuação, um em Lisboa e outro em Fátima. No caso de deteção de qualquer situação anómala, congestionamento de tráfego ou avarias, as equipas podem atuar remotamente para otimizar o encaminhamento e escoamento de tráfego e, em situações de avaria, coordenar e gerir as intervenções operacionais das equipas do terreno”.

E também o futebol obrigou a um reforço da rede móvel em determinadas zonas: “Prevendo que no dia 13 de maio, em Lisboa, possam ocorrer as comemorações de celebração de vitória do campeonato nacional de futebol, está a ser reforçada a rede móvel de voz e dados nas zonas onde habitualmente estas celebrações se realizam.”

Nesta corrida pela garantia de que não haverá problemas, também a Vodafone esclarece que “tem em curso um exaustivo plano de reforço de cobertura e capacidade 2G, 3G e 4G da sua rede de comunicações, aumentando em 94% a capacidade em relação a uma operação normal de celebração do dia 13 de maio em Fátima”. Ao i, a direção de Comunicação Externa da Vodafone Portugal explica que, para o efeito, foram instaladas estações móveis adicionais em Fátima, ainda que não esclareça os números deste reforço.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×