5/7/20
 
 
O que significa o dérbi para o Benfica

O que significa o dérbi para o Benfica

Raquel Wise Jornal i 22/04/2017 14:55

Com o FC Porto à espreita, torcendo por uma vitória do Sporting, o dérbi tem para o Benfica uma importância tremenda.

Amália Rodrigues também gostava dos dérbis. E gostava especialmente de Eusébio, como sabemos, com o qual construiu uma relação especial de cumplicidade. Afinal eram os símbolos maiores dos dois primeiros efes – Fado e Futebol – estando nós agora à beirinha de sermos inundados pelas festivaleiras (também é um efe muito nosso) comemorações dos cem anos de Fátima como centro do culto mariano.

Talvez estivesse, hoje, em Alvalade, se a morte a não levasse entretanto. Cantarolaria, para dentro, Lá Vai Lisboa... que é a canção que melhor se aplica num Benfica-Sporting, neste caso Sporting-Benfica, ao fim ao cabo o jogo de Lisboa.

«Bairro novo, bairro velho, gente boa/Em casa não há quem fique!/Vai na marcha todo o povo de Lisboa/Da Graça a Campo d’Ourique/», dizia a canção. A cidade marchará em direção ao estádio, em direção aos cafés e às tascas das esquinas, verdes e vermelhos misturados numa sensação de bandeira da República, ninguém quer perder pitada de um jogo que pode decidir o campeonato – em caso de vitória benfiquista é muitíssimo provável! – mas que tem, sobretudo, raízes populares muito, muito fortes, razão de ser de um espetáculo com peso indiscutível na sociedade portuguesa.

Fica, de fora, o FC_Porto a torcer pelo Sporting. Vitória dos leões reabre-lhe a janela do título depois da amarga desilusão de Braga. Uma vitória caseira, amanhã, frente ao Feirense, colocaria o dragão, ao fim de meses a fio, no topo da pirâmide da classificação, a depender de si próprio, e coisa mais reconfortante não pode haver. Entraríamos numa espécie de campeonato dos golos, cada um à procura de amealhar mais marcados e a evitar os sofridos. E nisso os portistas levam avanço: num cenário destes sairiam da jornada com quatro de vantagem em relação aos encarnados.

A palavra é, decididamente, do Benfica. Porque tem tudo nas mãos, porque o_Sporting, apesar de toda a gana de poder tirar um título ao rival (e logo o quarto consecutivo, algo inédito) não tem objetivos concretos pelos quais lutar, porque chegou a hora de demonstrar a tal fibra de campeão tão importante em momentos como este. «Nos bairros desta cidade encantada/Tudo serve de alegria...». Sobretudo um Sporting-Benfica ao anoitecer. 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×