26/6/17
 
 
PSD Lisboa. Teresa Leal Coelho impõe nomes para as 24 juntas

PSD Lisboa. Teresa Leal Coelho impõe nomes para as 24 juntas

José Sérgio Jornal i 20/04/2017 22:48

Lista excluiu nomes anteriormente apresentados por estruturas locais do PSD

A comissão política concelhia de Lisboa aprovou ontem a lista com os 24 nomes do partido candidatos a outras tantas juntas de freguesia da cidade. A aprovação aconteceu na mesma reunião em que Mauro Xavier confirmou, tal como o i tinha noticiado quinta-feira, o abandono das funções de presidente deste órgão local do PSD.

Nesta derradeira reunião da concelhia a que presidiu, Mauro Xavier apresentou a lista com os 24 nomes propostos pela candidata do partido à câmara, Teresa Leal Coelho, com conhecimento do líder do partido, Pedro Passos Coelho. Em declarações ao i, o agora presidente em exercício da concelhia, Rodrigo Gonçalves (vice-presidente da estrutura), lamentou que da lista com os 24 nomes avançada por Teresa Leal Coelho tivessem sido “excluídos os sete nomes já apresentados à concelhia pelo Núcleo Central do PSD-Lisboa”.

“Os sete nomes avançados pelo Núcleo Central, entre os quais os dos ex-secretários de Estado José Amaral Lopes e Paulo Taveira de Sousa e do ator João de Carvalho, foram excluídos da lista apresentada por Teresa Leal Coelho e enviada a Mauro Xavier pelo presidente da Distrital do PSD, Miguel Pinto Luz”, adiantou ao i Rodrigo Gonçalves.

E continuou: “Lamento que Teresa Leal Coelho e Pedro Passos Coelho tenham excluído nomes de grande qualidade indicados pelo Núcleo Central do partido, seguindo os estatutos. Não percebi os critérios de exclusão, uma vez que alguns deles são nomes que têm eventualmente até mais currículo do que a candidata à câmara de Lisboa”.

Rodrigo Gonçalves ressalvou, contudo, que “apesar de não perceber os critérios para a exclusão” e “no propósito de trabalhar para que o PSD lute por um bom resultado em Lisboa” votou “favoravelmente a proposta com os 24 nomes” e apelou para que os restantes dirigentes da concelhia seguissem a mesma orientação para “não contribuir para a divisão do PSD Lisboa”.

Notáveis do PSD solidários com demissão de Mauro Xavier

Nas reações à saída de Mauro Xavier, destacaram-se figuras de destaque dos sociais-democratas. Xavier, que nunca pretendera ter como candidata qualquer das vice-presidentes da direção de Passos Coelho à Câmara Municipal de Lisboa, deixou a presidência da concelhia precisamente por Teresa Leal Coelho (candidata e vice-presidente de Passos) recusar reunir-se com o PSD/Lisboa devido a divergências políticas. Leal Coelho, escreve Mauro Xavier num acarta aos militantes, “recusou expressamente e publicamente dialogar ou reunir com a estrutura do PSD em Lisboa”.

Pedro Santana Lopes, a primeira escolha de Mauro para Lisboa, escreveu: “Quero dar aqui público testemunho do modo irrepreensível com que o Mauro Xavier lidou comigo, nestes anos de presidente da Concelhia de Lisboa. Outras ou outros terão avaliações não coincidentes. Por mim, só posso dizer muito bem. Continuar a sua meritória carreira profissional permitir-lhe-á alargar ainda mais os seus horizontes, já bem mais amplos do que o que se encontra por todo o lado na vida partidária”. José Eduardo Martins, que coordenou a elaboração do programa para Lisboa, também escreveu uma nota de gratidão: “Há anos que ninguém no PSD me pedia uma linha ou uma opinião. Obrigado pela oportunidade. Terá sido a primeira de muitas”. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×