23/9/18
 
 
Sarampo: 10 mil a 15 mil crianças sem vacina

Sarampo: 10 mil a 15 mil crianças sem vacina

Marta F. Reis 19/04/2017 10:33

Ministro da Saúde garantiu colaboração com a Educação no dia em que começam as aulas do 3º período

A Direção Geral da Saúde vai colaborar com as escolas para incentivar a vacinação de crianças que possam não ter as vacinas em dia e tranquilizar os pais. A garantia foi dada esta manhã pelo ministro da Saúde, que defendeu que é preciso travar o combate desigual entre “ciência e opinião” e pôr fim à “especulação” que leva algumas pessoas, nomeadamente pais, a não seguirem as recomendações nacionais em matéria de vacinação.

Adalberto Campos Fernandes reconheceu que, numa altura em que as aulas recomeçam, é natural que os pais estejam preocupados.

O ministro assegurou ainda assim que existe uma cobertura vacinal elevada, acima de 95%, remetendo para outro momento a decisão sobre tornar ou não a vacina obrigatória. “Nós não julgamos nenhum pai nem nenhuma mãe, muitas vezes as pessoas, por falta de informação, são levadas a tomar opções erradas”, sublinhou Adalberto Campos Fernandes, que admitiu ainda que a mensagem de que as vacinas não protegem só individualmente mas criam uma proteção de grupo pode não ter sido bem passada pelos profissionais de saúde.

Francisco George revelou que estarão por vacina 10 mil a 15 mil crianças.

As autoridades estimam que o surto, que permanece com 21 casos confirmados, estará em vias de ser confirmado. Há 18 casos em investigação e oito casos já foram descartados.

Em cada cem casos de sarampo, há a probabilidade de um ter um prognóstico muito desfavorável. Dos doentes diagnosticados, um terço das crianças estão internadas mas nenhuma em estado grave. A situação mais delicada era a da jovem que veio a morrer esta madrugada. As manifestações de sarampo em adultos têm sido mais ligeiras.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×