7/8/20
 
 
Offshores: Audições adiadas

Offshores: Audições adiadas

Shutterstock Margarida Davim 05/04/2017 18:08

Está difícil agendas as audições sobre o caso das offshores na Comissão de Orçamento e Finanças.

Depois de Maria Luís Albuquerque ter pedido o adiamento da sua audição, ontem, hoje foi a vez de Paulo Núncio e Paulo Ralha adiarem a sua ida ao Parlamento.

Estavam marcadas para sexta-feira as audições do presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos, Paulo Ralha, e do ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio. Mas as audições foram adiadas.

Ontem, tinha sido a vez de a ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, pedir o adiamento da sua audição, alegando "motivos pessoais".

Segundo explicou ao i a presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, Teresa Leal Coelho, o adiamento das audições de sexta-feira prende-se precisamente com o facto de Maria Luis Albuquerque ter estado indisponível nesta terça-feira.

"Há uma lógica nas audições que é preciso respeitar", esclarece Teresa Leal Coelho, explicando estar agora à espera das agendas dos membros do Governo que irão prestar o seu depoimento para depois agendar as restantes audições.

As audições na Comissão de Orçamento e Finanças servem para tentar esclarecer por que motivo saíram do país para offshores 10 mil milhões de euros, entre 2011 e 2014, sem que tenham passado pelo crivo do Fisco.

Para apurar o que aconteceu está a ainda a correr um inquérito na Inspeção-Geral das Finanças.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×