21/11/18
 
 
Jogador do Canelas agride árbitro com uma joelhada (com vídeo)

Jogador do Canelas agride árbitro com uma joelhada (com vídeo)

Bruno Venâncio 02/04/2017 16:49

O jogo com o Rio Tinto acabou aos três minutos. Marco Gonçalves, o atleta em questão, acabou detido pela polícia já no balneário e diz não se lembrar da agressão

Mais uma vez, o Canelas 2010 volta a estar debaixo dos holofotes e não pelos melhores motivos. O conjunto de Gaia, que foi notícia na primeira metade da época por ter sido alvo de boicote da maioria dos seus adversários na Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto, viu este domingo o encontro com o Rio Tinto (precisamente um desses adversários) ser interrompido aos... três minutos.

E tudo porque, logo num dos primeiros lances do jogo, Marco Gonçalves, avançado do Canelas, foi expulso pelo árbitro José Rodrigues após agressão a um adversário. Ato contínuo, o atleta agarrou a cabeça do árbitro e deu-lhe uma joelhada, como se pode ver no vídeo da página de Facebook "Minuto90", que estava a transmitir o encontro em direto.

 

Marco Gonçalves, um dos elementos mais conhecidos da claque do FC Porto "Super-Dragões", acabou por sair de campo escoltado pela polícia, e viria a ser detido pelas autoridades quando já se encontrava no balneário. Isto, enquanto o árbitro era assistido em campo pelo INEM, depois de ficar com o nariz partido em três sítios. O jogador de 34 anos vai ser presente a tribunal nesta segunda-feira. Entretanto, em declarações à SIC, garantiu... não se lembrar de ter agredido o árbitro. "Lembro-me de agarrar o árbitro, agora não sei como é que aquilo aconteceu. Não me lembro mesmo de ter agredido o árbitro. Joelhada? Talvez tenha sido. Se isso for verdade, queria mesmo pedir desculpas ao árbitro, à família do árbitro, aos portugueses e à instituição de Rio Tinto”, atirou. Já o presidente do Canelas, Vítor Catalão, pediu desculpa "a todo o mundo do futebol e à equipa de Rio Tinto”. "Não sei se o jogador dormiu mal, se tem problemas familiares ou outros problemas. Quando um jogador não está bem, só tem de pedir para não jogar", realçou.

Aos microfones da CMTV, o diretor de comunicação do Rio Tinto, Francisco Freitas, afirmou que esta era uma situação expectável. "Aconteceu aquilo que infelizmente já todos esperávamos, uma agressão a um árbitro. Mais dia, menos dia iria acontecer - porque esta equipa já vem fazendo este tipo de atuações, ameaças, coações, e mais cedo ou mais tarde isto aconteceria. Infelizmente aconteceu aqui em Rio Tinto. O futebol não merece isto mas aconteceu", afirmou o dirigente, relatando depois o que aconteceu: "Houve uma agressão, mas dentro das regras do jogo, e o árbitro mostrou o vermelho. Gerou-se a confusão e o número 10 do Canelas envolveu-se e agrediu o árbitro com uma joelhada. O árbitro foi socorrido e chamou-se o INEM. O árbitro não foi transportado para o hospital mas foi assistido. Ele próprio chamou o INEM para ser assistido, pois tudo leva a crer que partiu o nariz fruto da joelhada que levou."

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×