14/11/18
 
 
O "sargentão" chorou depois do 7-1 da Alemanha ao Brasil

O "sargentão" chorou depois do 7-1 da Alemanha ao Brasil

26/03/2017 22:29

Goleada nas meias-finais do Mundial 2014 no Brasil deixou Luis Felipe Scolari "muitos dias triste". 

O antigo selecionador do Brasil e de Portugal deu uma extensa entrevista à Folha de São Paulo em que falou sobre a derrota nas meias-finais da competição organizada em casa. "As pessoas choram por muitas razões. Muitas vezes por felicidade e porque algo fantástico aconteceu na vida. Mas essa derrota foi frustrante e era caso para chorar até hoje. Passei muitos dias triste, mas a vida continua. Só se levanta quem cai e tem qualidade para se levantar e foi o que fiz!", comentou.

"Não tenho que justificar esse jogo com a Alemanha. Perdemos algumas oportunidades de golo... Um jogador alemão fez um golo de fora da área com o pé esquerdo e nem é canhoto. Naquele dia ele acertou. Além disso, o Neymar e o Thiago Silva fizeram muita falta. Deu tudo errado mas não faria nada diferente", justificou-se.

Agora, é campeão em título na China depois de ter conquistado o campeonato com o Guangzhou Evergrande. Na entrevista, diz ter uma proposta da Europa mas planeia continuar no Oriente. 

"Tenho uma proposta de um clube grande da Europa para a próxima temporada. E também há para dirigir uma equipa como manager. Vou ficar mais meio ano na China e depois renovo, provavelmente, por mais um ano", assegurou.

Quanto a um regresso ao Brasil, não está nos planos. "Voltar ao Brasil para treinar não quero. Por que iria lutar no Brasil? O que ia acrescentar ao meu currículo? Só confusão na minha vida. Mesmo que fosse campeão, isso apagaria o que aconteceu no Mundial de 2014? Não. As pessoas lembrar-se-iam do Mundial de 2002? Não. Para eles, 2002 não existe. Fica uma situação que não quero viver", lamentou. 

 

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×