23/8/17
 
 
Vítor Rainho 17/03/2017
Vítor Rainho

vitor.rainho@newsplex.pt

Dilma, Lula, corrupção e fascistas

Dilma Rousseff, a presidente brasileira que nunca escondeu a sua antipatia pelos portugueses, esteve em Lisboa, onde encenou um comício a dar conta da injustiça da sua destituição do cargo mais importante do Brasil, e a apelar, em jeito de pré-campanha, ao regresso de Lula da Silva. 

Dilma quer que o seu antecessor se candidate outra vez ao cargo e mostra-se indiferente ao julgamento de que é acusado o outrora homem forte do Partido dos Trabalhadores. Lula, acusado de corrupção na Operação Lava Jato por supostamente ter recebido subornos da construtora Odebrecht, está a ser interrogado e, no primeiro depoimento, não soube responder sobre os seus rendimentos.

Tinha uma vaga ideia, mas podia comunicar posteriormente ao tribunal os seus rendimentos de forma mais exata. Não é muito difícil perceber que há semelhanças muito grandes com um caso muito conhecido em Portugal. Dilma bem pode dizer que foi destituída ilegalmente e que aqueles que correram consigo são tão corruptos como ela. Temer, o homem que lhe sucedeu na presidência, também é acusado por muitos setores de estar envolvido em negócios obscuros, ou de corrupção, como se lhe queira chamar.

O Brasil é dos brasileiros e eles terão de resolver os seus problemas. Mas não deixa de ser irónico que alguém que sempre disse mal dos portugueses escolha o nosso país, convidada, é certo, para uma conferência sob o lema “Neoliberalismo, Desigualdade, Democracia Sob Ataque”, organizada pela Fundação Inatel em conjunto com o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, a Fundação José Saramago e a Casa do Brasil em Lisboa. Parece que os convidados que arranjaram bilhete ficaram em êxtase, fazendo lembrar as sessões da IURD.

Também não deixa de ser irónico que, há duas semanas, Jaime Nogueira Pinto tenha sido proibido de participar numa conferência, alegando a associação de estudantes da Nova que estávamos perante uma manifestação fascista. De facto, o vermelho é bem diferente do preto... 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×