17/11/18
 
 
Rangel diz que líder do CDS foi "especialmente infeliz"

Rangel diz que líder do CDS foi "especialmente infeliz"

Miguel Silva Luís Claro 16/03/2017 23:42

Eurodeputado do PSD considera que Passos foi o único que "teve a coragem de enfrentar Ricardo Salgado" 

O social-democrata Paulo Rangel considera "infeliz" a revelação feita por Assunção Cristas de que a questão do BES nunca foi discutida com "profundidade em Conselho de Ministros".

O eurodeputado considerou, na TVI24, que a entrevista dada ao jornal Público pela líder do CDS "é especialmente infeliz. É infeliz em várias dimensões, mas nesta em particular".

Rangel defende que "se a ministra achava que, em algum momento, não lhe foi facultada informação, deveria ter reagido logo".

O eurodeputado do PSD diz que Cristas poderia ter exigido "a informação necessária" ou mesmo "recusar-se a aprovar se achava que era tudo assim tão grave".

Rangel defende que "o governo de Passos Coelho afrontou bem o problema da banca" e teve "a coragem de acabar com a vergonha que era o BES". 

"O único governo que teve a coragem de enfrentar Ricardo Salgado" foi o governo liderado por Passos Coelho, concluiu o social-democrata. 

A presidente do CDS afirmou que “o Conselho de Ministros nunca foi envolvido nas questões da banca, porque "fazia parte da visão do primeiro-ministro" que o governo "não deveria meter-se nessas questões".

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×