22/7/17
 
 
Estudo diz que o cérebro continua a funcionar depois de morrermos

Estudo diz que o cérebro continua a funcionar depois de morrermos

Shutterstock Jornal i 10/03/2017 19:14

Estudo feito por investigadores da University of Western Ontario

Um estudo realizado por investigadores canadianos da University of Western Ontario revela que é possível continuar a existir atividade cerebral 10 minutos depois de ser declarada a morte clínica.

Os especialistas observaram a evolução de um paciente e da sua atividade cerebral. Os médicos confirmaram que a pessoa em causa tinha falecido através de vários critérios usados no dia-a-dia, como a medição da pulsação e a constatação de falta de reação das pupilas. Os testes realizados mostram que, apesar destes sinais, o cérebro desta pessoa continuava a funcionar – foram detetadas o mesmo tipo de ondas cerebrais que costumam ser surgir quando alguém está num sono profundo.

De acordo com a investigação, citada pelo site britânico Independent, os médicos descobriram que “o aparecimento de ondas persistia a seguir à cessação do ritmo cardíaco e da pressão arterial”.

O Independent refere que apenas uma das quatro pessoas analisadas apresentava esta atividade cerebral – nos restantes casos, esta terminava antes de o coração parar de bater, mas todos os cérebros reagiam de forma diferente após a morte, alimentando o mistério relacionado com o que acontece a este órgão após todas as funções vitais pararem.

Em estudos anteriores, era já revelada existência de um “surto” misterioso no cérebro após a morte do ser humano, diferente do que é agora referido. Os investigadores tentam agora perceber qual a função desta atividade repentina.

Para ler o artigo do Independent, clique aqui.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×