19/9/18
 
 
Braço de Prata ganha nova zona ribeirinha

Braço de Prata ganha nova zona ribeirinha

Marta Cerqueira 27/01/2017 11:04

Projeto quer chamar pessoas e comércio para a zona oriental da cidade

Chamam-lhe a nova zona trendy da cidade e a verdade é que Marvila tem sido palco de crescimento de novos espaços. Aqui têm vindo a multiplicar-se restaurantes, comércio, empresas e galerias de arte, tendência que vem ao encontro do projeto da câmara de Lisboa de reabilitar toda a zona ribeirinha oriental.

No Braço de Prata está já a crescer o empreendimento projetado pelo arquiteto italiano Renzo Piano, no qual está previsto que, numa antiga zona industrial, surjam novos edifícios residenciais e de comércio. 

No seu site, o arquiteto levanta um pouco o véu do que se poderá ver quando a obra estiver acabada: “o design inspira-se no passado industrial do local” e prevê-se a construção de uma via junto ao Tejo para lojas, passeios e transportes públicos. 

Em frente ao complexo, serão plantadas cerca de 1700 palmeiras. Prevê-se que a primeira fase esteja concluída no segundo trimestre de 2017.

Numa segunda fase, estes edifícios farão parte de um traçado de recuperação da frente ribeirinha, projeto para o qual a câmara lançou concurso em 2015, ano em que também o anulou, devido a uma quebra do anonimato das propostas. 

A ideia de um Parque Ribeirinho Oriente ficou adiada “mas não abandonada”, garantiu, na altura, o vereador do urbanismo Manuel Salgado. 

O projeto está agora nas mãos do Novo Banco e da Caixa Geral de Depósitos, e é a construtora Obriverca, a mesma que lançou a ideia ainda em 1998, que lidera a obra que arracou em Fevereiro do ano passado.  

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×