19/9/18
 
 
Um dia vai dar para ir de bicicleta até Vila Franca de Xira

Um dia vai dar para ir de bicicleta até Vila Franca de Xira

Rita Porto 27/01/2017 11:03

Ligar Lisboa, Oeiras, Loures e Vila Franca é um dos objetivos. O autarca de Oeiras quer ligação pela frente marítima  
 

Ciclovias por toda a cidade de Lisboa e arredores. Em 2016, a capital projetava cerca de 200 quilómetros de caminho para ciclistas - aos 60 quilómetros já existentes, acrescentar-se-iam mais 150 - a concluir entre 2017 e 2018, de modo a criar “uma verdadeira rede de mobilidade”, explicou Fernando Medina.

Os planos para as bicicletas não ficam pelo centro da cidade. A ideia é ligar os concelhos de Lisboa, Oeiras, Loures e Vila Franca através vias cicláveis pela frente ribeirinha. As conversas entre os munícipes de Lisboa e Loures, revelou Medina em setembro ao “Diário de Notícias”, já começaram e implicariam uma rede ciclável através de uma ponte sobre o rio Trancão. Na altura, a construção desta ligação ainda estava “em fase de projeto”, estando a ser trabalhada com as três autarquias (Lisboa, Oeiras e Vila Franca). 

O i tentou contactar a Câmara de Lisboa para saber em ponto está o projeto, mas não obteve resposta até ao fecho da edição.

Ligar Oeiras à beira-mar

Em Oeiras será inaugurado no sábado o terceiro troço do passeio marítimo. São mais dois quilómetros, onde poderão circular peões e bicicletas, mas que ainda não faz a ligação completa de uma ponta à outra do município. 

O presidente da Câmara de Oeiras, Paulo Vistas, afirmou ao i que a autarquia já está a trabalhar no projeto para ligar a zona do Forte de São Bruno até Paço de Arcos e assim ligar os dez quilómetros de frente ribeirinha. 

O autarca adiantou ainda que tem havido conversas entre os presidentes de câmara de Lisboa, Oeiras e Cascais, de modo a poder promover “o potencial estratégico da frente ribeirinha” dos concelhos.

Em 2016, o vereador das Estruturas Verdes, José Sá Fernandes, falava numa ligação entre Lisboa e Oeiras pelo interior, mais concretamente através de Monsanto. “A mesma coisa pode acontecer com Amadora e Odivelas”, acrescentou Sá Fernandes, citado também pelo “DN”.

Ligação Oeiras-Cascais

Mais complicado será ligar Oeiras a Cascais pela frente ribeirinha. Fonte do município de Cascais adiantou ao i que “não existem condições físicas” para completar o paredão até Cascais. 

O que existe atualmente é um paredão até Carcavelos, que se localiza mesmo na fronteira entre os dois concelhos. Oeiras terá assim de passar o forte de São Julião da Barra para conseguir chegar até ao concelho vizinho.

O município liderado por Carlos Carreiras tem, contudo, um plano para ligar diversas ciclovias, tanto à beira-mar como pelo interior de Cascais, através da construção de novas vias cicláveis.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×