24/9/20
 
 
Maria Luís. "Mais tempo e mais dinheiro" daria para recuperar mais a CGD

Maria Luís. "Mais tempo e mais dinheiro" daria para recuperar mais a CGD

Diana Tinoco Sónia Peres Pinto 26/01/2017 19:20

Ex-ministra das finanças disse que anterior governo não tomou “nenhuma iniciativa” para privatizar a Caixa.

Para a ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, se o anterior governo tivesse tido "mais tempo e mais dinheiro" conseguiria recuperar de outra forma a Caixa Geral de Depósitos. Ainda assim, a ex-ministra garante que o modelo encontrado para recapitalizar a Caixa Geral de Depósitos (CGD) em 2012, no valor de 1650 milhões de euros, foi o possível.

“Portugal não tinha a liberdade que hoje se pode fazer crer que tinha” para decidir o modelo de recapitalização do banco público e, como tal, teve de sujeitar-se às imposições da troika, revelou aos deputados na comissão de inquérito à Caixa.

“Mas os recursos eram muito escassos. Quando estão em causa dinheiros públicos, as decisões têm de ser muito ponderadas”, afirmou.

Afasta privatização

Maria Luís Albuquerque garantiu também que o executivo PSD/CDS-PP a que pertenceu não tomou "nenhuma iniciativa" para privatizar a CGD.

"Não foi tomada nenhuma iniciativa para fazer a privatização da CGD", sustentou a antiga governante do PSD.

Na recapitalização conduzida em 2012 no banco público, Maria Luís Albuquerque era secretária de Estado do então ministro Vítor Gaspar, mas a social-democrata assevera que não houve discussões sobre uma eventual privatização do banco.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×