26/03/2023
 
 
Vítor Bento defende que "não se pode pedir" à oposição para aprovar descida da TSU

Vítor Bento defende que "não se pode pedir" à oposição para aprovar descida da TSU

Luís Claro 17/01/2017 12:35

Economista considera que não faz sentido a esquerda ficar com "a parte populista e popular" e PSD e CDS com a "parte impopular"

O economista Vítor Bento defendeu que "não se pode pedir" ao PSD e CDS que viabilizem a descida da Taxa Social Única (TSU) para os patrões. 

"A concertação social é um tripé que envolve três partes: os patrões, os trabalhadores e o governo. Essas três partes negoceiam e chegam a um acordo. A oposição não é chamada a negociar. Não se pode pedir à oposição que valide um acordo no qual não participou. Quem está no acordo é que tem que ter as condições de o cumprir", disse Vítor Bento, no programa "Tudo é Economia", na RTP. 

O ex-conselheiro de Estado lembrou que o Bloco de Esquerda distribuiu cartazes "a cobrar os créditos do aumento do salário mínimo" e defendeu que não faz sentido os partidos que apoiam o governo ficarem com a "parte populista e popular" e a oposição com "a parte impopular" do acordo. 

"Não percebo como é que a oposição se está a deixar prender numa argumentação que é desfocada daquilo que é o verdadeiro problema", concluiu o economista. 

O PSD já anunciou que vai votar contra a descida da TSU para as empresas.O CDS ainda não assumiu uma posição e só vai decidir quando forem conhecidos os diplomas sobre esta matéria. 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline