13/11/18
 
 
Joaquim. Coprodução luso-brasileira em competição em Berlim

Joaquim. Coprodução luso-brasileira em competição em Berlim

Cláudia Sobral 10/01/2017 20:29

“Joaquim”, de Marcelo Gomes, é uma co-produção luso-brasileira com a participação de Nuno Lopes e Diogo Dória.

“Joaquim”, do realizador brasileiro Marcelo Gomes, está entre os dez filmes anunciados esta terça-feira para a competição da 67.ª edição do Festival de Cinema de Berlim. A coprodução luso-brasileira sobre a história de Joaquim José da Silva Xavier, que ficou conhecido como Tiradentes, interpretado por Júlio Machado, e conta com a participação de Nuno Lopes.

Também em competição na edição de 2017 da Berlinale, que decorre entre 9 e 19 de fevereiro em Berlim, estão “Colo”, sétima longa-metragem de Teresa Villaverde, e, nas curtas, onde no ano passado Leonor Teles venceu o Urso de Ouro com “Balada de Um Batráquio” outros quarto filmes portugueses: “Coup de Grâce”,  de Salomé Lamas, “Altas Cidades de Ossadas”, de João Salaviza (Urso de Ouro na mesma secção em 2012 com “Rafa”), “Cidade Pequena”, de Diogo Costa Amarante, e “Os Humores Artificiais”, de Gabriel Abrantes. Presença de peso destacada pelo próprio festival num comunicado à imprensa em que é referida “a extraordinária diversidade do cinema português”.

Juntamente com “Joaquim”, foram anunciados “Bamui haebyun-eoseo honja”, do sul-coreano Hong Sangsoo, “El Bar”, do espanhol Álex de la Iglesia, “Helle Nächte”, do alemão Thomas Arslan, “Logan”, de James Mangold, “Mr. Long”, uma co-produção entre o Japão, a Alemanha, Hong Kong, China e Taiwan com realização do japonês Sagu, “Return to Montauk”, de Volker Schlöndorff, “T2 Trainspotting”, de Danny Boyle, “Viceroy’s House”, de Gurinder Chadha, uma co-produção entre a Índia e o Reino Unido, e “Wilde Maus”, do austríaco Josef Hader.


 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×