25/6/19
 
 
Vítor Rainho 06/01/2017
Vítor Rainho

vitor.rainho@newsplex.pt

O futebol é uma fogueira cheia de gasolina

Estão a alimentar uma fogueira de onde não se sabe quem não sairá queimado.

O histerismo criado à volta das arbitragens tem tudo para acabar mal. Não é saudável o que se está a passar, independentemente de o Sporting e o FC Porto terem, eventualmente, razões de queixa de algumas arbitragens. Quando vemos elementos da claque dos dragões a visitarem o centro de treinos dos árbitros, precisando o líder da referida claque de acalmar as hostes, percebemos que o caminho que se está a percorrer é bastante pantanoso. Os ânimos estão bem quentes, mas não é normal o que os responsáveis dos referidos clubes estão a fazer.

Estão a alimentar uma fogueira de onde não se sabe quem não sairá queimado. O mais curioso é que as ditas arbitragens não falham golos de baliza aberta, nem deixam entrar bolas perfeitamente defensáveis. Os responsáveis dos clubes estão, pois, a colocar as culpas todas nas arbitragens quando alguns dos seus jogadores reconhecem que estão a jogar pouco para justificarem outros resultados. Também não há coragem dos organismos responsáveis para castigarem exemplarmente todos aqueles que lançam mais gasolina para a fogueira. Por mais simpatia que se tenha por Jorge Jesus, é um facto que não pode ter o comportamento que teve em Setúbal sem sofrer uma pesada sanção.

Há limites para tudo e a indignação não pode chegar quase à agressão do árbitro. Mourinho, em Inglaterra, tem sido castigado até por pontapear uma garrafa de água vazia. Será que em Portugal ninguém percebe que o futebol tem de ser um jogo de família onde nas bancadas se vejam gerações inteiras, à semelhança do que se passa noutros campeonatos?

É óbvio, repito, que os dois clubes até podem ter razão de queixa, mas quem vê futebol sabe perfeitamente que os nossos árbitros não estão a um nível inferior aos lá de fora. Vejam os erros dos juízes ingleses, espanhóis e alemães e perceberão que, no final, os árbitros erram como qualquer outro profissional. P. S. É natural que o Benfica esteja a assobiar para o ar.

Quando as coisas mudarem, esperemos que não entre pelo mesmo discurso. O futebol é uma fogueira cheia de gasolina.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×