26/6/19
 
 
Vítor Rainho 14/12/2016
Vítor Rainho

vitor.rainho@newsplex.pt

O talento do PS de transformar derrotas em vitórias

A política é uma arte que poucos desempenham com distinção, mas é, ao mesmo tempo, um campo fértil para os mais espertos demonstrarem toda a sua agilidade mental

Se, há uns meses, o PS e o PCP estavam contra a comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, alegando que o banco público poderia ficar em muito maus lençóis com a revelação de factos que deveriam ficar no segredo dos deuses, eis que agora tudo mudou.

Isto a avaliar pelo que tem sido noticiado depois da audição de figuras como Manuela Ferreira Leite, curiosamente uma personagem que também era contra o inquérito...

Um leitor mais desatento e que se fique apenas pelos títulos e destaques poderá acreditar que os problemas da Caixa Geral de Depósitos, do BPN e até do BES, entre outros, foram criados e alimentados pelos governos laranja.

É extraordinário como se passa por cima de administrações onde pontificavam, usando uma linguagem futebolística, personagens como Armando Vara, que se serviram dos bancos para usarem as suas influências e darem gás a negócios ruinosos para os contribuintes.

É óbvio que os governos laranja também tiveram responsabilidades no forrobodó da banca portuguesa, esse elefante de papel que parecia sólido como uma rocha impenetrável. Olhando, no entanto, para um passado recente em que o antigo Dono Disto Tudo e o antigo ministro de José Sócrates espalhavam as suas influências, é extraordinário perceber que as baterias estão agora apontadas para aqueles que exigiram a comissão parlamentar de inquérito. Sejamos honestos: ninguém tem a capacidade de inverter a lógica do jogo que alguns socialistas têm revelado.

João Galamba e seus pares aprenderam numa escola onde os laranjinhas ficaram à porta, apesar de alguns insistirem muito para entrar. Percebe-se que a “criançada” que surgiu das jotas procura seguir o caminho daqueles que se tornaram importantes, mas se querem, efetivamente, ter o talento para transformar derrotas em vitórias, sigam antes o exemplo de Galamba. Afinal, Vara nunca passou pela CGD e os laranjas é que emprestaram rios de dinheiro a amigos de Sócrates para assaltarem o BCP...

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×