24/9/20
 
 
“Daqui a um ano não podemos esperar estar melhor”, diz Maria Luís Albuquerque

“Daqui a um ano não podemos esperar estar melhor”, diz Maria Luís Albuquerque

Miguel Silva Jornal i 18/10/2016 13:09

“Ninguém garante que sobretaxa seja eliminada”, garante a antiga ministra das Finanças

Maria Luís Albuquerque  considerou, esta terça-feira, que o Orçamento do Estado para 2017 é "de curto prazo" e não garante que a sobretaxa do IRS seja eliminada.

“Ninguém garante que sobretaxa seja eliminada”, afirmou a vice-presidente da comissão política nacional do PSD, em declarações aos jornalistas.

A ex-ministra das Finanças disse ainda que o crescimento para o próximo ano “ficará abaixo do registado em 2015”. Ressalvou ainda que a preocupação do PSD é o facto de este Orçamento do Estado ser “ de curto prazo” e está a dar a “ilusão” aos portugueses de que serão repostos rendimentos.

Maria Luís Albuquerque descarta ainda o argumento de que a economia não está a crescer devido ao enquadramento externo, dando como exemplo a Espanha e a Irlanda que cresceram 3% e 5% respetivamente. Para social-democrata, o falta de crescimento económico assenta nas “decisões políticas” que têm sido tomadas pelo atual executivo e sublinha que a “incerteza permanente” em que se vive resulta de uma tentativa de “satisfação das clientelas da maioria de esquerda”.

A antiga responsável pela pasta das Finanças disse ainda que o OE para 2017 é o “reconhecimento de que o modelo” do executivo “falhou”. “Daqui a um ano não podemos esperar estar melhor”.

No final da intervenção, Maria Luís Albuquerque disse que o PSD irá estudar o documento, mas admitiu que o partido poderá apresentar propostas ao Orçamento do Estado.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×