14/11/18
 
 
Futebol. Maradona atira-se à "máfia" no desporto

Futebol. Maradona atira-se à "máfia" no desporto

Bruno Venâncio 13/10/2016 19:23

Antigo craque diz que são os empresários a mandar no desporto atualmente

Diego Maradona deixou ferozes críticas ao estado do futebol atual, que diz girar em torno de interesses de empresários. "Tenho vontade de voltar a treinar, mas no futebol há uma máfia muito grande. O mundo dos treinadores está dominado pelos empresários e não pelos méritos de um e de outro. Há muitos agentes a que, se não lhes pagas, não vais para nenhum clube. Há 15 anos um treinador chegava a um AC Milan ou a um Real Madrid mais livremente. Agora são mandados por empresários", disparou El Pibe, em entrevista ao jornal espanhol "Marca", após a participação no chamado Jogo da Paz, em Roma.

Na mesma ocasião, Maradona colocou Cristiano Ronaldo e Lionel Messi no topo da hierarquia do futebol. "Não posso dizer que Messi é mais do que Cristiano, nem que Cristiano é mais do que Messi. Gosto dos dois, quero-os na minha equipa. Cristiano encanta-me porque dá sempre a cara. Sobre Lionel [Messi], já disse muitas vezes e aborrece-me repeti-lo: ele não tem de ser campeão do Mundo para ser considerado um fenómeno", disse o antigo craque do futebol mundial, atirando-se depois aos críticos do jogador do Barcelona. "Deixem-no em paz. O miúdo tem todo o direito de renunciar à seleção, como fez neste verão. E depois saem de joelhos a pedirem-lhe que volte. Os mesmos que o criticavam antes...".

Sobre Neymar, Maradona considerou estar quase ao nível de Ronaldo e Messi. "Eu sabia que o Brasil não ia ficar de braços cruzados. Depois de Rivaldo, Ronaldinho e Kaká, aparece este Neymar. Encanta-me vê-lo jogar", salientou El Diego.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×