23/9/19
 
 
Portugal Masters. Dez anos de sucesso

Portugal Masters. Dez anos de sucesso

Jornal SOL 12/10/2016 17:38

290 mil fãs em nove anos, mais de 200 mil lares atingidos por transmissões televisivas internacionais, quase 7 milhões de euros de impacto direto anual na economia local, cerca de 60 milhões de euros de retorno mediático e cooperação anual com instituições de solidariedade social

A 10ª edição do Portugal Masters está a aproximar-se, disputando-se já de 20 a 23 de outubro, no Oceânico Victoria Golf Course, com o Pro-Am no dia 19. Nos nove anos anteriores, o torneio do European Tour tocou não só a vida e os corações dos fãs, mas, sobretudo, de toda a comunidade regional e nacional, devido ao seu impacto económico que ultrapassou, em muito, os feitos meramente desportivos alcançados nos fairways de Vilamoura.
 
O Portugal Masters tornou-se realidade em 2007, pretendendo cimentar-se no Algarve como um torneio de golfe de topo a nível profissional. Foi o resultado de uma ambição comum à Federação Portuguesa de Golfe, ao Turismo de Portugal e ao European Tour. As suas fundações residem na Taça do Mundo de Golfe/World Golf Championships de 2005, cujo impacto na economia local foi relevante e deixou marcas positivas.
 
Dez anos depois, mais de 290 mil fãs de golfe visitaram o Algarve, com os espectadores oriundos do Reino Unido e Irlanda a ascenderem a 24% do impacto económico total, com esse número a ascender a 42% se avaliarmos apenas o ano de 2015.
 
Há um ano, o inglês Andy Sullivan conquistou o seu terceiro título do European Tour, estabelecendo um novo recorde da maior margem de vitória sobre o 2º classificado, de 9 pancadas. O seu triunfo atingiu o potencial televisivo de 205.588.200 lares que seguiram o evento em direto, com o total de transmissões a atingir os 2.418 minutes, uma exposição mediática que beneficiou tanto os investidores privados como o turismo.
 
Peter Adams, o Diretor de Campeonato do Portugal Masters, considerou: «O Portugal Masters é um evento apoiado enormemente pelo Turismo de Portugal desde a sua fundação em 2007. Portanto, para nós, no European Tour, o valor económico que acrescenta a Portugal e à comunidade regional no Algarve é um elemento vital na avaliação do seu sucesso».
 
«Os dados estatísticos que recolhemos ao longo dos últimos nove anos permitem-nos compreender qual o nosso papel e o nosso lugar no panorama do mercado desportivo em Portugal, para podermos usar esta informação no sentido de continuarmos a fazer o evento crescer de um ponto de vista comercial», acrescentou.
 
«O benefício económico mais duradouro desta presença do European Tour virá, provavelmente, das novas infraestruturas, do seu desenvolvimento, da valorização do terreno ao longo dos últimos dez anos, apesar de a fixação de uma etapa anual do circuito profissional europeu atrair turistas numa base regular e as populações locais poderem valorizar mais esses efeitos imediatos», concluiu. 
 
O European Tour encomendou ao Sports Marketing Surveys um estudo e um relatório sobre o impacto económico do Portugal Masters de 2011 e os resultados demonstraram que o impacto económico global direto ascendeu aos €6.707.702 (euros), sendo expectável um crescimento exponencial, à medida que a imagem do torneio se fosse fortalecendo junto dos media tradicionais e através da expansão dos seus direitos televisivos.
 
De acordo com os dados fornecidos pela Repucom, o Portugal Masters, nos últimos quatro anos, devido à sua exposição televisiva, gerou um valor comercial de $67.489.989 (dólares) aos seus patrocinadores. Este dado é alcançado graças às suas transmissões televisivas por 39 canais diferentes, com uma média, cada um, de 1,983 horas por cada edição do torneio.
 
O pico mais elevado foi alcançado em 2013, quando o inglês David Lynn recuperou da desvantagem de 6 pancadas no último dia, para vencer depois de uma última volta inspirada de 63 pancadas no Oceânico Victoria Golf Course. Essa jornada repleta de emoção gerou um valor de US$ 23.176.643 (dólares).
 
Para além destes dados de impacto económico, o torneio tem apoiado e retribuído parte do seu sucesso a instituições de solidariedade social. Nos últimos quatro anos, o Portugal Masters tem cooperado com uma IPSS oficial do torneio, angariando em média €22.100 (euros) por ano, que beneficiaram a SIC Esperança, Make-A-Wish, ACCA Kids, Refúgio Aboim Ascensão e APPACDM.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×