20/9/19
 
 
Cinco profissionais portugueses e dois amadores diante da elite do circuito europeu de Vilamoura

Cinco profissionais portugueses e dois amadores diante da elite do circuito europeu de Vilamoura

Hugo Ribeiro 11/10/2016 20:25

A 10ª edição do Portugal Masters foi hoje apresentada pelo European Tour e pelo Turismo de Portugal na "casa" da Federação Portuguesa de Golfe, o Centro Nacional de Formação de Golfe do Jamor

Estiveram presentes Filipe Silva, administrador do Turismo de Portugal; Peter Adams, director de Campeonatos do European Tour; Manuel Agrellos, presidente da Federação Portuguesa de Golfe; e José Correia, presidente da PGA de Portugal.

O Portugal Masters é o mais importante torneio de golfe português, disputa-se no Oceânico Victoria Golf Course, em Vilamoura, de 20 a 23 de outubro, com o Pro-Am no dia 19, com prémios monetários no valor de 2 milhões de euros.

Para além de todas as informações referentes à lista de inscritos, à história do torneio e ao seu impacto económico e mediático, que estão contemplados mais abaixo, na tarde de hoje foram anunciados os jogadores portugueses convidados.

Já se sabia da participação de Ricardo Melo Gouveia, o único jogador português membro do European Tour em 2016, ao qual se juntam os profissionais Tiago Cruz, João Carlota, Hugo Santos e João Ramos, e os amadores Tomás Silva e Pedro Lencart.

Os convites aos quatro profissionais foram atribuídos pela PGA de Portugal e José Correia explicou que o critério foi simples: «os dois primeiros classificados do Ranking da PGA de Portugal (tabela que integra torneios nacionais e internacionais) e os dois primeiros da Ordem de Mérito 1080 Produções (hierarquia que só contabiliza torneios nacionais)».

Os convites para os dois jogadores amadores foram atribuídos pela Federação Portuguesa de Golfe e Nuno Campino, seleccionador nacional, explicou que «este ano a FPG tem um ranking de selecções nacionais e é ele a ditar as convocações».

Pedro Lencart e João Ramos irão participar pela primeira vez no Portugal Masters.

Filipe Lima e Ricardo Santos teriam sido contemplados com convites, mas avisaram que não estavam interessados por, na mesma data, estarem a competir num torneio do Challenge Tour, na China. Santos e Lima estão apostados em terminar 2016 no top-16 do ranking do Challenge Tour (a segunda divisão europeia), de modo a poderem subir em 2017 ao European Tour (primeira divisão).

Dos discursos proferidos por Peter Adams, Manuel Agrellos e Filipe Silva, destacaram-se as menções aos falecidos Christopher Stilwell e Arnold Palmer, bem como de outras pessoas que tiveram um papel preponderante na primeira década do Portugal Masters, como Andre Jordan, Luís Correia da Silva, António Carmona Santos, Frederico Costa e David Howell.

Filipe Silva frisou a vontade do «Turismo de Portugal em aprofundar a parceria com o European Tour» e Manuel Agrellos sublinhou «a importância que o protocolo assinado este ano entre a FPG e o European Tour passará a ter para o programa de desenvolvimento juvenil nacional».

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×