05/03/2024
 
 
Futebol. Benfica chega aos 400 jogos na Europa

Futebol. Benfica chega aos 400 jogos na Europa

AFP Photo Afonso de Melo 25/09/2016 12:06

Em Nápoles, o Benfica atinge um número redondo na contabilidade de jogos europeus

Quando defrontar o Nápoles na próxima jornada da Liga dos Campeões, o Benfica atingirá a curiosa marca de 400 jogos para as competições europeias. Claro que, nestas coisas de contabilidades, cada um faz as suas e há aqueles que reduzem as provas apenas às que são disputadas sob a égide da UEFA, esquecendo que para que um jogo seja oficial, no estrito sentido do termo, basta ser organizado por uma federação ou várias, não exigindo supervisão da confederação continental que, aliás, só surgiu em 1954. É este o caso de provas de grande prestígio, como foram a Copa Mitropa ou a Taça Latina, ensaios para o que viria a ser a futura Taça dosCampeões Europeus e nas quais participaram algumas das equipas que hoje se destacam na Europa, como o Real Madrid, o Barcelona, o Milan, a Juventus ou o Inter (com o seu primeiro nome de Ambrosiana). A primeira equipa portuguesa a participar numa competição continental foi, no entanto, o Sporting dos ‘Cinco Violinos’ que, em 1949, chegou à final daTaça Latina, tendo perdido para o Barcelona por 1-2, num jogo disputado em Chamartín. No ano seguinte, foi a vez da estreia encarnada, conquistando a taça em Lisboa, frente ao Bordéus num encontro que meteu uma finalíssima e dois prolongamentos.

399, portanto, os jogos do Benfica, divididos entre Taça Latina (3 participações), Taça/Liga dos Campeões (35), Taça das Taças (7), Taça das Feiras/UEFA/Liga Europa (18, em 5 delas caído da Liga dos Campeões) e Taça Ibérica (1, edição única de 1983-84 entre campeão de Portugal e Espanha).

Um número considerável no panorama europeu, se tivermos em conta que apenas cinco equipas conseguiram melhor, a começar pelos grandes açambarcadores espanhóis – Barcelona com 527 jogos até agora e RealMadrid com 503.

E estas são as únicas acima dos 500 jogos europeus, somando além de presenças nas mesmas competições do que os encarnados a disputa frequente da Supertaça.

A Juventus, de Itália, conta com 481 jogos, tendo também participado na Copa Mitropa e na Taça Intertoto, seguindo-se o Bayern de Munique (447 jogos) e o Inter de Milão (420).Depois sim, o Benfica nesta sua 400.ª aparição europeia, superando oAjax (393), o Milan (392), o Liverpool (364) e o Manchester United (329) numa classificação que contabiliza as dez equipas com mais confrontos continentais.

Naturalmente, emPortugal os encarnados levam vantagem sobre todos os outros participantes em competições congéneres. O FCPorto vem em seguida com 363 jogos, o Sporting somará esta semana 317, e o Sporting de Braga 113, já deixando para trás os 100 do Boavista cumpridos na época de 2002-2003 com o atingir das meias-finais da Taça UEFA.

Portugal já levou 26 equipas diferentes a provas continentais, sendo o Arouca a mais recente, estreando-se esta época que agora decorre.

No entanto, os 400 jogos europeus do Benfica não se refletem em tantas conquistas quanto possíveis: uma Taça Latina e duas Taças dos Campeões. As finais perdidas são muitas e cheiram à tal maldição de Béla Guttmann que muitos dizem nunca ter existido. Uma na Taça Latina (1957, frente aoReal madrid), uma na antiga Taça UEFA (1982-83, face ao Anderlecht), duas recentes na Liga Europa (2012-13, Chelsea e 2013-14, Sevilha). Na Taça dos Campeões nada menos de cinco – 1962-63, Milan; 1964-65, Inter; 1967-68,Manchester United; 1987-88, PSV Eindhoven; 1989-90, Milan.

Em Nápoles surge então o jogo 400. Curiosamente, a estreia doBenfica nas taças europeias também foi contra um clube italiano, a Lázio, na Taça Latina de 1950. Uma vitória clara no Estádio Nacional por 3-0 que iria fazer disparar a equipa do inglês Ted Smith para a conquista de um troféu único no futebol português.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline