20/10/20
 
 
Luxemburgo pode avançar com ações criminais contra responsáveis pela queda do GES

Luxemburgo pode avançar com ações criminais contra responsáveis pela queda do GES

José Sérgio Manuel Louro 20/09/2016 11:45

Os curadores da insolvência do GES no Luxemburgo querem saber quem foram os responsáveis pela queda do grupo, ponderando avançar com “ações criminais”.

A comissão liquidatária das sociedades do Grupo Espírito Santo em insolvência no Luxemburgo publicou um relatório onde reclama 7.900 milhões de euros ao grupo no país.

Para obter o montante, os curadores da insolvência estão a ponderar “ações criminais” contra os responsáveis pela situação, avança esta terça-feira o “Jornal de Negócios”. Assim, neste momento, está a ser feito um levantamento às “operações suscetíveis de ter tido uma influência significativa na situação financeira do GES e das sociedades em insolvência”, é possível ler no documento datado de final de agosto.

Mais do que isso, o relatório especifica que “os curadores estão a analisar a possibilidade de colocar ações criminais”. No entanto não se identifica quais serão os alvos dos processos ou os alegados responsáveis pela queda do grupo.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×