19/11/18
 
 
Coreia do Sul. Pyongyang arrisca ser “reduzida a cinzas”

Coreia do Sul. Pyongyang arrisca ser “reduzida a cinzas”

Shutterstock 12/09/2016 09:35

Revelado plano de retaliação em caso de ameaça nuclear.

Seul está mais do que preparada para retaliar em larga escala caso a Coreia do Norte decida desencadear um ataque nuclear, segundo revelou uma fonte ligada ao Ministério da Defesa sul-coreano à agência Yonhap.

“Todos os distritos de Pyongyang, particularmente aqueles em que a liderança norte-coreana possa estar escondida, serão completamente destruídos por mísseis balísticos e projéteis de alto poder explosivo mal o Norte dê sinais de que irá usar uma arma nuclear”, avisou ontem a referida fonte, em declarações à agência noticiosa sul-coreana.

A revelação surgiu na sequência da apresentação ao parlamento local na passada sexta--feira, por parte do Ministério da Defesa da Coreia do Sul, de um plano militar de resposta – intitulado de “Punição e retaliação massiva à Coreia do Norte” – que deverá ser imediatamente acionado assim que haja suspeitas de que o regime de Kim Jong-un pretende desencadear um ataque nuclear. Segundo a fonte, ao primeiro sinal de ameaça, “Pyongyang será reduzida a cinzas e apagada do mapa”.

Recorde-se que a Coreia do Norte detonou na sexta-feira a sua quinta bomba nuclear, tendo causado um sismo artificial de 5,3 pontos na escala de Richter. Em resposta à promessa de sanções, defendidas por EUA, Japão e Coreia do Sul, Pyongyang ridicularizou este domingo tais pretensões, definindo-as como “insignificantes” e “risíveis”.

“Obama está a tentar negar a posição estratégica da Coreia enquanto Estado legítimo com armas nucleares”, acusou um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte à agência de notícias estatal, a KCNA. “Mas é um ato tão idiota como tentar eclipsar o sol com a palma da mão”, zombou.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×