15/11/18
 
 
Culture Clash. Quatro vezes quatro igual a farra

Culture Clash. Quatro vezes quatro igual a farra

Miguel Branco 30/08/2016 12:05

A Red Bull Music Academy anuncia a importação do conceito já rocka lá fora. Quatro crews, quatro palcos. Dia 20 de outubro o Coliseu dos Recreios vira ringue 

Cerca de três meses depois da morte do astro Muhammad Ali os assaltos não param. Mas tirem-se as luvas que isto não é boxe, esconda-se a faca que não é caso para esvaziar a caixa registadora. Este combate é de cultura e o knock-out é saudável. Anunciado hoje pela Red Bull Music Academy, o Culture Clash é um evento com cartas dadas em cidades como Londres, Nova Iorque, Toronto e Milão, e que pretende um confronto entre vários artistas nacionais. Acontece a 20 de outubro no Coliseu dos Recreios.

Deixemo-nos de rodeios e aprofundemos. Há quatro crews distintas a debaterem-se em quatro palcos distintos. A primeira é a Club Atlas, encabeçada por Branko a quem se junta Riot, Kalaf, Pongolove e ainda Carlão e Fred Ferreira. A Moullinex Live Machine é um dos seus adversários, que se faz representar por Moullinex, Xinobi, Da Chick e The Legendary Tigerman.

Ainda faltam duas. A Matilha compõe-se por DJ Ride, que traz os amigos do costume: Jimmy P e os MGDRV, ex-Macacos do Chinês. E por fim, uma crew cheia de estilo, chamada Batida + Kambas e o Próprio Kota! É portanto fácil de entender que é liderada por Pedro Coquenão e o seu projeto Batida, aos quais se juntam DJ Satélite, Karlon, os dançarinos André Cabral, Gonçalo Cabral e Bernardino Tavares e, por fim, o enorme senhor Bonga.

Apresentação feita que soe o sino. Este rali é quatro vezes quatro. Até porque é o público quem decide o vencedor. Os bilhetes já estão à venda e custam 20 euros. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×