23/8/19
 
 
Supertaça. Apito, vídeo, ação

Supertaça. Apito, vídeo, ação

DR Filipe Escobar de Lima 04/08/2016 22:34

Jorge Sousa será o primeiro vídeo-árbitro português no jogo de domingo entre o Braga e o Benfica. Mas será tudo ainda offline para uma eventual estreia em 2017. Mas as novas regras vao aplicar-se já

João Ferreira já deixou de ser árbitro, mas no próximo domingo vai fazer de conta. Quando entrar no Municipal de Aveiro vai fingir que vai apitar a partida da Supertaça entre o Braga e o Benfica. O antigo árbitro e agora vice-presidente do conselho de Arbitragem vai estar na bancada a receber as comunicações que Jorge Sousa lhe irá transmitir sobre o jogo. O juiz do Porto vai colaborar no primeiro teste em Portugal do vídeo-árbitro, um novo sistema tecnológico que tem o objetivo de ajudar a esclarecer os lances mais duvidosos durante os encontros. A medida foi aprovada pelo International Football Association Board (IFAB), que regula as leis do futebol, e estará em teste nos próximos dois anos.

Portugal é um dos seis países – juntamente com a Austrália, Brasil, Alemanha, Holanda e EUA – a integrar a primeira fase de testes durante a época 2016/17, em jogos oficiais e sem divulgação pública. A segunda fase está agendada para a temporada seguinte, 2017/18, já de forma experimental e pública. “Enquanto isso, mediante a conclusão bem-sucedida dos testes iniciais, o Mundial de Clubes de 2016, a realizar no Japão, está também definido como um evento teste final, antecedendo as experiências públicas na época seguinte”, disse ao i João Ferreira.

Durante o jogo entre o vencedor do campeonarto e o da Taça da época passada, o árbitro estará no interior de uma carrinha localizada no exterior do estádio, a assistir em direto à transmissão na TV, “sem qualquer intervenção sonora por parte de narradores ou comentadores, para assim não ver influenciada a sua interpretação dos lances”, conta o jornal O Jogo. Seguir-se-á depois a Taça de Portugal e a Taça da Liga.

“Será offline e não terá qualquer interferência com o árbitro principal. É uma ferramenta que vai ajudar o árbitro a tomar as decisões e estamos a falar de decisões cruciais. O objetivo deste vídeo--árbitro não é corrigir o árbitro, longe disso. O árbitro é o único decisor no jogo e vai continuar a ser assim”, diz Ferreira. Ou seja, não haverá nenhuma comunicação entre Jorge Sousa e o árbitro do jogo. Este novo apoio servirá para quatro tipos de lances:  “grande penalidade, situações de golo, se a bola entra ou não entra, expulsões, se é cartão vermelho e, o quarto pilar, a má identificação jogador”.

Em abril, a FPF tinha ficado integrada no grupo de estudos, logo passível de acolher testes, um mês depois de o IFAB ter aprovado a título experimental o recurso às imagens vídeo nas arbitragens dos jogos. O período experimental decorrerá durante os próximos dois anos,. No segundo ano, alguns jogos serão escolhidos para testar com a ligação em ‘on’ à equipa de arbitragem.

Após o aval à tecnologia de linha de golo, em 2012, aplicada durante o último Campeonato da Europa em França, o órgão legislador do futebol volta a abrir as portas a outras tecnologias para ajudar o trabalho dos árbitros.
“Tomámos uma decisão verdadeiramente histórica para o futebol”, disse o novo presidente da FIFA, Gianni Infantino, na altura da apresentação da nova medida, em março deste ano. 

A IFAB anunciou ainda a introdução de 95 alterações às leis do futebol (ver caixa). A mais revolucionária é o fim do “triplo castigo”, na qual havia simultaneamente expulsão, grande penalidade e suspensão ao jogador faltoso. Os jogadores serão advertidos ao invés de expulsos, exceto em casos tipificados, como a conduta violenta ou a manifesta ausência de intenção de jogar a bola. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×