15/9/19
 
 
Gales. O grande bluff de Coleman?
O selecionador Coleman ao lado da sua grande estrela Bale

Gales. O grande bluff de Coleman?

O selecionador Coleman ao lado da sua grande estrela Bale Francois Mori/AP Jornal i 05/07/2016 19:28

No confronto com Portugal que ditará um lugar na final do Euro, o selecionador não tem dúvidas em anunciar o "claro favorito".

O selecionador do País de Gales, Chris Coleman, afirmou que Portugal é "claro favorito" no duelo das meias-finais do Euro 2016. Desvalorizou as ausências de Aaron Ramsey e Ben Davies, ambos devido a castigo, mas diz que Portugal é mais forte. Bluff?.

"Portugal já esteve em várias meias-finais. Para nós será a primeira. Por isso, o favoritismo vai todo para Portugal. Mas isso pouco importa. O que interessa é a nossa equipa, os nossos valores, a nossa identidade e que os jogadores confiem uns nos outros. Sabemos que não há garantia de um final feliz, mas sabemos que se fizermos o nosso melhor, podemos sair de cabeça erguida", afirmou Chris Coleman.

O treinador de 45 anos, que falava na conferência de imprensa de antevisão do Portugal-País de Gales, referiu que as ausências de Aaron Ramsey e do defesa Ben Davies, que viram o segundo amarelo no Europeu frente à Polónia (3-1), serão colmatadas por jogadores que "vão ter a mesma atitude e determinação".

"Não estou preocupado. A vida de um treinador é esta. Sabíamos que em certa altura teríamos que fazer alterações na equipa. Todos os jogadores sabem o que têm que fazer", disse o antigo defesa-central em Lyon.

Além de Cristiano Ronaldo, Coleman enalteceu também as exibições de Renato Sanches e garantiu que tem a equipa de Portugal "bem estudada".

"Fizemos o nosso trabalho de casa. Conhecemos Portugal em termos individuais e como equipa. Sabemos o que esperar. A este nível, os jogos podem ser decididos em poucos segundos, como por exemplo uma perda de bola. Em três segundos já estamos a perder. A minha equipa progrediu muito nesse sentido", considerou.

Coleman, que já treinou equipas como o Fulham, o Coventry City e a Real Sociedad, contou ainda que, numa das primeiras palestras, ainda antes do arranque da competição, disse aos jogadores que não iam passar férias a França.
"Achei que, se corresse bem, poderíamos passar a fase de grupos. Depois, a partir daí, tudo poderia acontecer. A verdade é que estamos cá e vamos tentar a final", concluiu.

O Portugal-País de Gales está agendado para as 21:00 lovcais (20:00 em Lisboa) e terá arbitragem do sueco Jonas Eriksson.

A equipa das 'quinas' procura alcançar a segunda final da sua história, na quinta presença nas 'meias' de um Campeonato da Europa.
 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×