15/11/18
 
 
Brexit. Vodafone admite que poderá deixar a sede em Londres

Brexit. Vodafone admite que poderá deixar a sede em Londres

Sónia Peres Pinto 29/06/2016 12:03

A operadora emprega 13 mil pessoas no Reino Unido e é uma das empresas mais importantes do índice principal da Bolsa de Londres.

A Vodafone alertou, esta quarta-feira, que poderá deixar a sua sede em Londres, dependendo do resultado das negociações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

A operadora lembra que defende o acesso "ao movimento livre de pessoas, capital e mercadorias" porque estes fatores ajudaram a impulsionar o crescimento da empresa, revela em comunicado.

A empresa que emprega 13 mil pessoas no Reino Unido diz, no entanto, que ainda é prematuro chegar a uma "conclusão firme" sobre o lugar definitivo da sua sede, referindo que tudo dependerá das negociações.

No último ano fiscal, 55% do lucro da empresa teve origem nas operações europeias (11% no Reino Unido).

A Vodafone é uma das empresas mais importantes do índice principal da Bolsa de Londres, o FTSE-100, empregando cerca de 108 mil pessoas fora do Reino Unido.

Este alerta da operadora ocorre depois do Reino Unido ter votado a favor da saída da União Europeia, na passada quinta-feira.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×