13/11/19
 
 
Dona da Benard. “O Chiado está cheio de ladrões e gatunos”

Dona da Benard. “O Chiado está cheio de ladrões e gatunos”

Shutterstock Joana Marques Alves 19/06/2016 20:31

Maria Augusta Montes Gomes, proprietária da pastelaria Benard, comenta o estado da zona do Chiado

Quantas pessoas trabalham na Benard?

Trinta pessoas. Temos três pasteleiros, que asseguram o fabrico próprio.

Como é a vossa relação com o município?

Só votarei quando vir o candidato a descer o Chiado de saltos altos. E quando perceber que é uma pessoa com o mínimo de noção da realidade, do mundo do negócio.

Mas sente que a zona do Chiado não é protegida?

Estão a tentar transformar [Lisboa] num destino para a classe média da Europa. Entram pessoas aqui só para descansar os pés. Alguns pedem uma sopa e quatro colheres… Temos também a questão da segurança: o Chiado está cheio de ladrões e gatunos. Trabalhei vários anos na Zona Jota e era melhor do que o Chiado. Pago [um serviço de] gratificado à PSP e é muito caro. [A Câmara] devia preocupar-se com as sarjetas, as passadeiras, os táxis, as obras, os prédios devolutos, a segurança… Isto é um todo.

Como têm lidado com a crise?

Começámos a sentir constrangimentos em outubro – as pessoas não sabem com o que contam desde essa altura. Mas continuamos a trabalhar para os portugueses. O estrangeiro é marginal, não nos interessa.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×