6/12/19
 
 
Fábrica de multinacional japonesa vai criar 70 postos de trabalho em Portugal

Fábrica de multinacional japonesa vai criar 70 postos de trabalho em Portugal

jornal i 09/05/2016 19:42

A câmara de Viana do Castelo aprovou a atribuição de benefícios fiscais no valor de 8.245 euros.

A primeira fábrica em Portugal da Howa Tramico Automotive, multinacional japonesa que produz componentes para automóveis, vai começar a funcionar em 2017, em Viana do Castelo. O investimento é de 12 milhões de euros e vai criar até 70 postos de trabalho.

A fábrica ainda vai começar a ser construída e vai produzir produtos têxteis e espumas para isolamento térmico e acústico dos tejadilhos e painéis laterais para portas de automóveis. A ideia é fabricar estes produtos para as principais marcas de automóveis, estimando atingir uma faturação anual de mais de cinco milhões de euros.

A proximidade de Viana do Castelo com o aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, e com Vigo, na Galiza foram as razões apontadas para a localização do novo investimento.

Segundo o presidente da Câmara, José Maria Costa, o novo contrato de investimento resulta das "boas condições" que a autarquia tem vindo a criar para a fixação de investimento.

A autarquia aprovou a atribuição de benefícios fiscais no valor de 8.245 euros, nomeadamente a isenção do Imposto Municipal de Transações (IMT), e a isenção total das taxas de infraestruturas.

O autarca disse ainda que o novo projeto candidatou-se aos fundos do Portugal 2020, "estando a aguardar pela decisão".

Recorde-se que, o grupo Howa, fundado no Japão em 1955, tem fábricas em 13 países onde emprega mais de três mil postos de trabalho na fileira dos componentes para automóveis.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×