14/12/19
 
 
Internacional. Os dias sem fim
O Bayern festejou o seu quarto e inédito título seguido

Internacional. Os dias sem fim

Filipe Escobar de Lima 09/05/2016 16:12

Foram dias de festa para Leicester (claro), Bayern (com o tetra), Celtic (com o penta) e PSV (com um saborosíssimo happy end).

Quem ganha não esquece e vai guardar as recordações para sempre, quem perde também vai ter vida difícil para esquecer. O dia sem fim será o do Leicester - com o inédito e inesperado título, o clube convidou os 33 mil adeptos que foram ao King Power Stadium para o último (e claro inesquecível) jogo da época em casa a beberem cerveja e comerem pizza, glosando uma ideia do treinador Ranieri que tinha prometido aos jogadores uma pizza caso não sofressem golos. Resultou.

Receberam o troféu de campeões da Premier League ao som do tenor italiano Andrea Bocelli, amigo do técnico italiano.

De volta ao escalão principal está o Burnley e o Middlesbrough. Falta o Brighton, terceiro, vai disputar o play-off de promoção, juntamente com Hull City, Derby County e Sheffield Wednesday.

A música em Munique foi a mesma dos últimos quatro anos. Mas não se julgue que é algo habitual. O Bayern tornou-se a primeira equipa a conquistar quatro títulos consecutivos na Alemanha, graças à vitória 2-1 no estádio do Ingolstadt, na 33.ª e penúltima jornada do campeonato. É obra e de Guardiola, já de vida feita em Manchester, onde vai treinar o City na próxima época. Sai da clube sem ter vencido a Champions, mas há coisas piores, que o diga o Estugarda, quase condenado a acompanhar o já despromovido Hannover.

Se as coisas parecem monótonas na Alemanha e Itália (o treinador Allegri renovou o contrato depois do bicampeonato alcançado, depois dos três ganhos por Conte), na Holanda vive-se outra coisa. O PSV sagrou-se bicampeão depois de vencer o Zwolle, por 3-1, mas só festejou porque o Ajax empatou 1-1 com o já despromovido Graafschap. À entrada da 34.ª e última jornada, a equipa de Eindhoven partilhava a liderança com o rival de Amesterdão, com 81 pontos, mas estava em desvantagem na diferença de golos e no confronto direto, pelo que dependia do Ajax.

No último ano sem Rangers, que está de volta depois de ter andado pelas divisões mais baixas, o Celtic sagrou-se pentacampeão. Vamos ver para o ano.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×