17/11/18
 
 
A arte à rua na Rua do Açúcar

A arte à rua na Rua do Açúcar

João Porfírio Cláudia Sobral 06/04/2016 20:57

Em junho vai haver posters para todos no Beato. Uma mostra de arte pública no novo centro criativo de Lisboa para aproximar esses novos habitantes dos que já lá estavam

Em junho todos os caminhos irão dar à zona oriental de Lisboa, especialmente se estivermos a pensar em quem andar de cartaz e balde de cola na mão. Tudo por causa do “Poster”, uma mostra de arte pública organizada pela Departamento, uma agência que desenvolve projetos culturais ligados a marcas, com o apoio da Galeria de Arte Urbana, da Câmara de Lisboa e da Staples.

Por estes dias já o grupo de artistas, designers, fotógrafos, escritores, músicos e arquitetos convidados estará a preparar os seus posters, que serão depois impressos e colados pelas ruas do Beato ­­– na Rua do Açúcar e na Avenida Infante Dom Henrique, que segue ao longo da beira-rio ­– e que vão poder ser vistos a partir de dia 16 de junho, numa programação que se estende pelos dias seguintes com visitas guiadas, um workshop do artista David Rosado e atividades com as escolas da comunidade, que farão também os seus posters.

Wasted Rita, Craig Atkinson, David Rosado, João Pedro Vale e Nuno Alexandre Ferreira, Paulo Brighenti, Rui Toscano, André Beato, Lizá Ramanho e Artur Rebelo (R2), Afonso Cruz, José Luís Peixoto, Valter Hugo Mãe, Eduardo Harrington Sena, Paulo Furtado (The Legendary Tigerman) e os ateliers de arquitetura Artéria, Campos Costa Arquitetos e And-Ré são os nomes já confirmados e aos posters deles juntar-se-ão outros cinco, para os quais está aberto um concurso, ao qual qualquer pessoa pode concorrer.

Uma “homenagem a um dos mais poderosos meios de comunicação de sempre”, o poster, qu foi também, recorda Bruno Pereira, diretor do Departamento, “o primeiro meio em que a arte e a publicidade se uniram”, e que não escolheu a zona de Xabregas ao acaso. “É o novo espaço criativo da cidade e tem uma população carente de cultura”, diz Bruno Pereira, que acredita que este projeto ajudará a “aproximar os habitantes locais dos invasores”. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×