26/9/18
 
 
Sony RX10 III: terceira geração de uma super bridge

Sony RX10 III: terceira geração de uma super bridge

Óscar Rocha 05/04/2016 13:04

A Sony acaba de revelar o seu novo modelo fotográfico RX10 III. É a terceira geração desta bridge, termo que se usa para este segmento e que generaliza todas aquelas que usam o corpo tipo DSLR, mas possuem a lente já incorporada.

Mas neste caso, será uma super bridge? Podemos dizer que tem um corpo grande, pouco usual nas bridges, e até um ecrã (para ver valores ISO, aberturas, exposição, etc) no topo ao lado dos comandos, também pouco usual nestas gamas. Mas não é isso que a torna grande.

São os fatos: possui um sensor de 1 polegada com chip DRAM, um nova objetiva 24-600mm (25x) e um processador BIONZ X.

Não parece muito, mais se dissermos que se trata do mesmo sensor de 20.1MP de resolução da antecessora. Mas este é um sensor retroiluminado que possui um chip de DRAM incorporado. Este chip possibilita obter o máximo proveito do vídeo 4K, ou gravar em câmara lenta até 1000fps. E quando aliado ao processador BIONZ X, promete uma performance elevada, e valores de ISO máximo de 12800. Estes fatos separam-na da esmagadora maioria da concorrência.

A joia da coroa desta RX10 III é a objetiva, totalmente nova. É uma ZEISS Vario-Sonnar T* que, não só cresceu no zoom  (25x ao invés de apenas 8,3x), como possui uma abertura de f/2.4-4.0. A sua construção utiliza um total de oito elementos: quatro elementos óticos de baixa dispersão, dois de extra baixa dispersão e dois asféricos. Todos estes elementos trabalham juntos para compensar a aberração cromática que muitas vezes aflige as teleobjetivas. Reduzem os reflexos que afetam a qualidade da imagem em condições de luz adversas, mas proporcionam uma reprodução fiel de cor e detalhe, mesmo em zonas de baixa luminosidade e, importante, em toda a faixa do zoom.

Completa o conjunto com um diafragma de 9 lâminas e um sistema de estabilização ótica que promete 0,09 segundos a focar. A objetiva recebeu também um novo anel. Significa que agora há um terceiro anel dedicado na objetiva. Permitem controlar o foco, zoom e abertura apenas com uma mão. A RX10 integra ainda um botão de bloqueio de foco para bloquear a distância focal. Certo que é um conjunto mais exigente e 'obriga' a uma utilização muito mais intuitiva da fotografia em modo manual, mas muito ao gosto dos mais envolvidos na arte da fotografia.

Já no campo do vídeo, que a marca não descura, a Sony dotou a RX10 com diversas opções para aumentar e ajustar o resultado final: o Picture Profile, S-Gamut/S-Log2, Gamma Display Assist, função Zebra, saída HDMI, TC/UB, controle REC, Dual REC, etc.

Como outras características encontramos o ecrã TFT basculante com 3 polegadas, um OLED Tru-Finder de elevado contraste com uma resolução equivalente a 2359 000 pontos e flash incorporado com seis modos. 

Está prevista a chegada da Sony RX10 III ao mercado em meados de abril, por um preço aproximado de €1600.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×