8/8/20
 
 
FIFA. “¡Eh... puto!, o grito que está a ensurdecer o México

FIFA. “¡Eh... puto!, o grito que está a ensurdecer o México

AP Filipe Escobar de Lima 31/03/2016 13:28

A FIFA já castigou a seleção pelo grito homofóbico e a Federação mexicana lançou uma campanha. Mas ninguém cala estes mexicanos.

Os mexicanos não são para brincadeiras, quando é para fazer uma coisa é para fazer à séria. Foram eles (os mexicanos) que inventaram a ola, aquela coisa nos estádios de futebol que leva as pessoas a levantarem-se com os braços no ar – na televisão a coisa funciona bem e parece uma onda com milhares de braços a espalhar-se pelos estádio. Chamam-lhe a onda mexicana. A moda pegou e deu a volta ao mundo – uma espécie de Macarena (essa música de Los del Rio que toda a gente dançava a começar com as mãos na cintura). Mas agora há um grito (inventado por quem, adivinha?) e está a dar para o torto. A FIFA já interveio, castigou a Federação Mexicana de Futebol e promete mais sanções. As opiniões dividem-se. Que grito é este?

“¡Eh... puto!”. É gritado pelos adeptos mexicanos sempre que um guarda-redes adversário se prepara para bater a bola no pontapé de baliza. E é considerado pela FIFA como homofóbico. Perante o risco de novo castigo – que pode ir aos jogos à porta fechada e até àe xpulsão da competição –, a Federação mexicana lançou um vídeo como parte de uma campanha “Abraçados pelo futebol” para a erradicação do berro considerado discriminatório. O vídeo tem 30 segundos e os jogadores, entre eles Chicharito, Rafael Márquez, Andrés Guardado ou Jesús Corona, aparecem um-a-um a dizer não à violência e à discriminação. 

Os dirigentes mexicanos pediram aos adeptos para encontrarem outra maneira de apoiar a Tri (nome como também é conhecida a seleção do México). “Representa um grito de júbilo, mas há gente que não gosta e por isso devemos todos juntos evitar qualquer sanção. Esta campanha convida todos a evitar esta manifestção. Esperemos que nos apoiem e até criem um novo grito”, escreveu em comunicado a federação. O pedido foi lançado antes do jogo com o Canadá de qualificação ao Mundial 2018. E, claro, de nada valeu.

Nada feito. Antes do jogo, no Estádio Azteca, no México, passou nos ecrãs gigantes o vídeo mas só piorou o efeito. Mesmo antes de entrarem no relvado já o grito se espalhava. “É uma tradição no México e não vão conseguir calar milhares de pessoas”, contou um adepto a um jornal mexicano. É tradição e sai do coração dos mexicanos. não foi preciso esperar muito – logo aos dois minutos, quando, na primeira vez que o guarda-redes canadiano Milan Borjan foi chutar a bola no pontapé de baliza, voltou tudo onde começou, no jogo com os Camarões no Mundial do Brasil.

E tem durado até aqui. O speaker do estádio pediu para repetirem, mas o grito voltou sempre. ao intervalo, o México vencia por 2-0 e o grito fora cantado 13 vezes. Na segunda parte foram mais oito: 21 no total. No Twtitter, o #MexicanosAlGritoDeEhPuto foi trending mundial e leva mais de 40 mil seguidores. 

Vai haver mais multas e quase de certeza uma sanção pesada, mas até lá ninguém calará estes mexicanos. A seleção venceu e passou à próxima eliminatória de apuramento ao Mundial da Rússia. Será que vai lá estar? 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×