7/3/21
 
 
Paris. Detido homem armado na Disneyland com cópia do Corão

Paris. Detido homem armado na Disneyland com cópia do Corão

Michel Euler/AP Daniela Soares Ferreira 29/01/2016 16:42

Pouco antes, pela segunda vez esta semana, várias escolas em Paris e Inglaterra foram evacuadas devido a ameaça de bomba

Um homem armado foi detido ontem num hotel da Disneyland, na zona leste da capital Paris, segundo informaram fontes policiais.

“O homem foi observado ao chegar ao hotel dentro da Disneyland, onde tinha feito uma reserva”, indicou a polícia. “A segurança do hotel encontrou duas armas na sua posse”, acrescentou, garantindo que o homem foi detido sem oferecer qualquer resistência.

A polícia deteve o homem quando a mala que trazia passou pela máquina de raio-X.

Segundo fontes policiais, o homem trazia ainda em sua posse duas caixas de munições e  uma cópia do Alcorão, o livro sagrado do Islão, muito usado pelo grupo terrorista Estado Islâmico.

A polícia deteve ainda uma mulher que se acredita que seja parceira do suspeito. A mulher terá fugido enquanto a polícia revistava o suspeito mas foi posteriormente apanhada.

As autoridades acreditam que o homem não tenha qualquer ligação ao Estado Islâmico, avançando que se trata de um europeu de 28 anos que, segundo uma primeira análise, não é conhecido dos serviços secretos franceses. Além disso, o homem não tem registo criminal.

Escolas evacuadas Ainda ontem, seis escolas secundárias em Paris e dezoito em Inglaterra foram evacuadas devido de terem recebido ameaças de bomba.

As escolas receberam ameaças telefónicas, em que o autor referia que iam chegar aos locais vários assaltantes com “bombas e kalachnikovs para fazer o maior número de vítimas possível”.

Em Inglaterra, o inspetor Colin Mattionson, da polícia da região de West Midlands, desvalorizou as ameaças. “Nesta fase nada indica tratar-se de uma ameaça credível para qualquer uma das escolas”, disse. Ainda assim, os edifícios foram evacuados.

“Provavelmente foram apenas chamadas de alguém malicioso”, avançou um responsável do liceu Louis-Le-Grande, em Paris.

Tanto em Paris como em Inglaterra as escolas voltaram à normalidade depois de terem sido inspecionadas por agentes com cães treinados para detetar explosivos.

O “Telegraph” avançava ontem que as ameaças foram reivindicadas por um grupo que dá pelo nome de “Evacuators 2K16” através da sua conta de Twitter, que entretanto foi desativada.

Tanto a França como o Reino Unido fazem parte da coligação internacional contra o grupo terrorista Estado Islâmico no Iraque e na Síria. No passado fim de semana foram ameaçados por um vídeo do grupo terrorista.

Na edição de novembro, da revista do Estado Islâmico, Dar-al-Islam, o grupo terrorista apelou à morte dos professores, acusando-os de estarem “em guerra aberta contra a família muçulmana”.

França está em estado de emergência desde os atentados em Paris, a 13 de novembro do ano passado. O prazo acaba a 26 de fevereiro mas o governo francês pretende alargá-lo.

Ontem, o ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, avançou, durante uma conferência de imprensa, que França continua a correr um risco elevado depois dos atentados em Paris. “O ano de 2016 apresenta tantos riscos como o ano 2015. A ameaça terrorista continua presente e é até mais perigosa agora do que em novembro”, avisou.

Apesar das constantes ameaças, o presidente francês, François Hollande, já garantiu que vai continuar a lutar até erradicar o grupo terrorista. “Nada nos assustará, nenhuma ameaça fará a França hesitar sobre o que deve fazer no combate ao terrorismo”, avisou o presidente francês esta semana. 

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×