31/5/20
 
 
Burlões que viviam no Algarve homenageados por Obama

Burlões que viviam no Algarve homenageados por Obama

EPA Jornal i 14/01/2016 16:03

Durante o último discurso do Estado da Nação, o presidente dos EUA, Barack Obama, homenageou o casal de burlões norte-americanos que viveu sete anos escondido em Silves.

Depois de cumprirem pena de prisão por burlas superiores a um milhão de euros, Sue Ellen e David Grammer (falecido em 2014) criaram um grupo que tenta melhorar o funcionamento e as condições das prisões norte-americanos.

"[Estas pessoas] personificam o tempo que o Presidente Barack Obama esteve no poder e, mais importante, representam-nos como americanos: são inclusivos e têm compaixão, são inovadores e corajosos", explicou a Casa Branca em comunicado.

O casal fugiu dos EUA em 1995, altura em que eram procurados por burlas com seguros. Acabaram por viver em Silves até 2002, altura em que foram condenados, à revelia, a sete anos de prisão. Sue Ellen e David acabaram por se entregar na embaixada norte-americana em Portugal.

Em 2009, depois de cumprir os sete anos de pena, criaram um grupo que luta pelos direitos dos reclusos e que os ajuda a regressar à vida em sociedade.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×