16/11/18
 
 
Jogo da asfixia. Brincadeira mata mais uma criança

Jogo da asfixia. Brincadeira mata mais uma criança

Shutterstock Jornal i 21/12/2015 19:37

O ‘choking game’, conhecido em Portugal como o jogo da asfixia, voltou a matar uma criança. Desta vez foi Memphis Burgess, um menino norte-americano de 13 anos, noticia o Washington Post.

O jovem foi encontrado dentro do armário do seu quarto, de joelhos, com a cara virada para a parede.

“Achei que ele estava a gozar comigo”, confessou o seu pai ao canal de televisão KKTV. “Abanei-o pelos ombros. Foi nessa altura que o virei e vi que estava azul e sem respirar”.

De acordo com a mesma publicação, o rapaz foi encontrado com um cinto de um roupão à volta do pescoço.

Os pais de Memphis têm a certeza que o filho não se suicidou e que queria experimentar o jogo da asfixia. De acordo com a GASP, uma associação que tenta alertar para os perigos desta brincadeira, mais de 1000 pessoas morreram a praticar este jogo desde 1934. A maioria das vítimas são crianças.

Este jogo consiste em usar uma corda, um cinto ou uma toalha e simular um estrangulamento. Quando estão quase a asfixiar, os jovens retiram o objeto do pescoço, sentindo uma sensação de alívio que, segundo descrições feitas em vários fóruns, se assemelha aos efeitos produzidos pelo consumo de estupefacientes.

No entanto, são muitos os jovens que acabam por perder a vida durante o jogo. Outros ficam com lesões cerebrais e fraturas, provocadas por quedas ou movimentos involuntários.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×