23/8/17
 
 
"Sou uma pessoa caseira e aborrecida e não pretendo mudar"

"Sou uma pessoa caseira e aborrecida e não pretendo mudar"

Dora Nogueira José Cabrita Saraiva 11/12/2015 20:37

O crítico conversou com o i a propósito dos seus novos livros, "Uma Vez que Tudo se Perdeu" e "Biblioteca"

Em entrevista, o autor fala sobre a sua ideia de poesia, sobre o seu vício de comprar livros e até sobre o seu homónimo Pedro Mexía, um poeta espanhol do Renascimento. Confessa que prefere escrever à noite e que pode fazê-lo até ao "romper da aurora". E revela ainda: "A Canção de Amor de J. Alfred Prufrock, de T.S.Eliot, foi o poema que me fez querer escrever poesia".

Leia a entrevista na íntegra no magazine b.i. deste sábado.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×