14/10/19
 
 
Rui Miguel Tovar 05/12/2015
Rui Miguel Tovar
Desporto

rui.tovar@ionline.pt
@ruimtovar

5 Dezembro 1966. Adeus Luciano

Benfica de luto, Eusébio chora sem parar

Em Inglaterra-66, o onze da selecção é feito de jogadores de Belenenses, Sporting, Benfica e FC Porto. No meio dos quatro grandes, o setubalense Jaime Graça. O Mundial consagra-o e assina pelo Benfica, numa temporada marcada pela morte do defesa-central Luciano, provocada por um curto-circuito na sessão de hidromassagem no balneário do Estádio da Luz, no dia seguinte á vitória em São João da Madeira (3-1 á Sanjoanense). Eusébio e Malta da Silva também vêem a morte mas são salvos pela rápida intervenção de Jaime Graça (electricista de profissão), que sai do banho para desligar o quadro eléctrico. A dor do desaparecimento de Luciano é transmitida pela televisão em directo para 67 países. De Moscovo a Nova Iorque, é possível ver o choro incontrolável de Eusébio.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×