21/10/19
 
 
Rui Miguel Tovar 26/11/2015
Rui Miguel Tovar
Desporto

rui.tovar@ionline.pt
@ruimtovar

26 Novembro 1969. Benfica perde na moeda ao ar

Sai cara ao Celtic

Cara ou coroa? Manda o protocolo que o árbitro se dirija nestes termos antes do jogo aos dois capitães de equipa. Mas no século passado as eliminatórias empatadas resolvem-se assim. Como o Benfica-Celtic para a Taça dos Campeões: 3-0 em Glasgow, 3-0 em Lisboa. Na cabina do árbitro, Van Ravens (ver 3 de Novembro) pergunta cara ou coroa ao visitante McNeill. "Cara”. E sai cara! Ainda o capitão do Celtic está a festejar quando Van Ravens lhe pergunta novamente cara ou coroa. “Agora foi para decidir se eras tu ou ele [Coluna] quem dizia primeiro cara ou coroa. Ganhaste tu e podes escolher: cara ou coroa?” McNeill mantém cara. E sai cara “Foi o maior alívio da minha vida", conta McNeill, que chega à final dessa Taça dos Campeões, mas o Celtic perde com o Feyenoord. Aí, dá coroa.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×