16/9/19
 
 
FC Porto. Vem aí o jogo “mais importante do ano”
André André está feito um matador: dois golos nas últimas três jornadas

FC Porto. Vem aí o jogo “mais importante do ano”

André André está feito um matador: dois golos nas últimas três jornadas GENYA SAVILOV/ap Pedro Miguel Neves 24/11/2015 16:23

Dragões precisam apenas do empate para garantir apuramento para os oitavos--de-final. Uma vitória contra o Dínamo Kiev e uma escorregadela do Chelsea valem ao FC Porto o 1.o lugar do grupo a uma jornada do fim.

A Champions tem sempre uma atmosfera especial. É a prova que todos os futebolistas gostam de jogar. E que todos, jogadores e treinadores, sonham ganhar. Julen Lopetegui não costuma mudar o discurso, quer seja um encontro da Taça de Portugal quer um embate importante na Liga dos Campeões. A mensagem para o balneário é sempre a mesma: o jogo mais importante é o próximo. Ontem o treinador do FCPorto foi um pouco mais longe. A recepção ao Dínamo Kiev é, para o espanhol, “o jogo mais importante do ano até agora”.

Apesar de ainda faltarem duas jornadas para terminar a fase de grupos, os dragões podem arrumar já o assunto da qualificação. Oempate garante os oitavos-de-final, a vitória deixa a liderança do grupo G mais próxima (ou até assegurada, caso o Chelsea não ganhe ao Maccabi Telavive). Tendo em conta que na última jornada o FCPorto defronta a equipa de José Mourinho em Stamford Bridge, o ideal seria deixar já tudo resolvido.

Mas antes de mais os dragões querem derrotar um adversário que esteve dominado na Ucrânia. O FCP vencia por 2-1 quando Buyalskiy fez o golo do empate, aos 89 minutos. Foram os únicos dois pontos que a equipa portuguesa perdeu na fase de grupos. “Nada está conquistado. Ainda não conseguimos absolutamente nada, e temos de pensar apenas em ganhar esta partida, perante uma boa equipa, organizada, com boas individualidades, que é mais de metade da selecção da Ucrânia”, avisa Julen Lopetegui. Os internacionais portugueses Miguel Veloso e Antunes são outras das armas do Dínamo treinado por Serhiy Rebrov.

Para Lopetegui, só um FC Porto a jogar no máximo pode superar a formação de Leste. “Lá fizemos uma boa partida, não conseguimos vencer. Agora será outro jogo, temos de fazer bem as coisas ofensiva e defensivamente, chegando ao limite para superar um grande adversário.” Para trás fica o cansaço dos jogos das selecções, na passada semana, e o que está para a frente (Tondela, no sábado, para a Liga) não interessa ainda. “Existem suficientes atractivos neste [jogo] para não pensarmos em nada mais. O jogo de amanhã [hoje] é o mais importante do ano e temos de o encarar com essa esperança e ambição. Temos de acreditar em nós.”

Com... Maicon? O FCPorto defrontou o Angrense (do Campeonato de Portugal) no fim-de-semana, tendo aproveitado para descansar a grande maioria dos habituais titulares. Por isso a convocatória de Lopetegui conta com os regressos de Maxi Pereira, Layún, André André, Danilo e Jesús Corona (Sérgio Oliveira e Varela foram preteridos). Outros, como Casillas, Brahimi e Aboubakar, que não saíram do banco nos Açores, devem estar no onze inicial para defrontar o Dínamo Kiev.

Há no entanto uma dúvida. O treinador espanhol confirmou a recuperação de Maicon, que não joga há mais de um mês, mas o central não está entre os 18 convocados:“Sempre que recuperas um jogador é boa notícia, é um elemento importante para nós e podermos contar com ele é bom. Já tenho o onze praticamente definido, temos apenas uma pequena dúvida que até amanhã [hoje] vamos resolver.”

E qual será a melhor estratégia para conseguir os três pontos, atacar ou adoptar uma postura mais cautelosa? Lopetegui explica:“O futebol não funciona assim. Queremos ganhar e para isso temos de atacar bem e defender bem, e pouco mais. Não há atalhos.” Os números também são favoráveis aos azuis-e-brancos. Em sete confrontos com o Dínamo, os dragões venceram quatro e perderam apenas um. Há 12 jogos europeus que o FCP não perde em casa;na época passada, em seis embates no Dragão, conseguiu cinco vitórias e um empate. Desde a pesada derrota com o Bayern em Munique, nos quartos-de-final em 2014/15, o FC Porto não voltou a ser derrotado em nenhuma competição. Mas os ucranianos venderam cara a derrota em Stamford Bridge (2-1) na jornada passada e precisam de pontuar no Dragão se quiserem manter a esperança no apuramento para os oitavos-de-final.

O FCPorto lidera o grupo G com 10 pontos, mais três que o Chelsea e cinco que o Dínamo Kiev. Os israelitas do Maccabi Telavive são últimos e ainda não conseguiram pontuar.

Hoje, FCPorto-D. Kiev, às 19h45, na RTP1

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×