31/3/20
 
 
As perguntas de Oxford

As perguntas de Oxford

Kátia Catulo 20/11/2015 13:17

Quizz.

Ciência dos Materiais
Quão quente precisa estar o ar dentro de um balão para que seja capaz de erguer um elefante?
Steve Roberts, St Edmund Hall

Nenhum candidato conseguiu algum dia chegar a uma temperatura exacta nos 10 minutos que tem para dar a resposta. Nem é isso que se pretende. O objectivo passa sobretudo por avaliar a rapidez com que o estudante consegue chegar ao cerne do problema. Por exemplo, quais são os princípios elementares de física aqui em jogo? Que conceitos e que equações seriam úteis? De que maneira o candidato responde a sugestões e pistas? Como aborda conceitos básicos e identifica as questões mais importantes: como funciona um balão de ar quente? Que outros mecanismos funcionam da mesma forma? Qual é o tamanho típico de um balão e quanto pesa em média um elefante? E o peso do próprio balão? Tudo isto servirá para o examinador saber se o candidato utiliza bem os conceitos básicos da matemática para ter uma noção rápida de uma resposta provável.

História
Imagine que não há qualquer registo histórico do passado a não ser os acontecimentos relacionados com o desporto. O que poderíamos descobrir sobre esse passado com base em factos unicamente desportivos?
Stephen Tuck, Pembroke College

Essa pergunta poderia ser feita a um candidato que tivesse incluído no formulário de candidatura o desporto nos seus interesses pessoais, mas também poderia ser aplicada a outras áreas de interesse, como cinema, música ou teatro.
O que se pretende é que o candidato use a criatividade tendo como ponto de partida um assunto com que está familiarizado para abordar questões relacionadas com investigação histórica. As respostas possíveis poderiam fazer referência por exemplo a questões raciais, de classe ou de género na sociedade (quem praticava desporto ou que tipo de desporto era mais comum num determinado período da história), ou então questões de política internacional (as potências do desporto), desenvolvimento económico, os valores éticos de uma sociedade – a lista é longa.

Música
Se pudesse inventar um novo instrumento musical, que tipo de som iria fazer?

Dan Grimley, Merton College

O examinador está mais interessado em respostas que revelem a maneira
como o estudante usa a imaginação de uma forma crítica. Que tipos de sons, instrumentos e vozes existem? Como poderiam esses sons  ser desenvolvidos de forma criativa? Há novas formas de produzir sons (meios digitais) que transformaram o modo como ouvimos ou entendemos sons hoje em dia? Será que o conceito de “instrumento” se tornou obsoleto? É possível imaginarmos formas mais simbióticas, mais híbridas, de criar e experimentar sons musicais? A pergunta não se limita à música erudita. O objectivo é encontrar respostas que envolvam diferentes estilos e gostos musicais produzidos e apreciados em qualquer lugar do mundo.

Economia
Os bancários e outros agentes dos mercados financeiros deveriam ter um tecto salarial imposto pelos governos?

Brian Bell, tutor de Economia de Lady Margaret Hall

Uma resposta simples poderia ser que, como os bancos são entidades privadas, o salário é apenas o resultado de um mercado competitivo. Como tal, se há grandes salários é porque são merecidos e o governo não tem de se intrometer, ainda que, do ponto de vista da igualdade, fosse desejável um sistema tributário progressivo que redistribuísse parte desse rendimento. Um bom candidato questionar-se-ia sobre as razões por que outras pessoas igualmente talentosas mas a trabalhar noutras áreas não podem ter as mesmas oportunidades. Um argumento alternativo passa por tentar comprovar que a banca não é afinal tão competitiva e nem sempre gera lucro, e deste modo o governo poderia intervir para incentivar a competição nos mercados. O ponto-chave é que os candidatos pensem sobre os fundamentos económicos do mercado e não sobre se é justo ou não.

Biologia
Se tivesse de escolher entre salvar florestas tropicais e barreiras de corais, quais salvaria?

Owen Lewis, Brasenose College

A pergunta não requer conhecimentos aprofundados de biologia. O estudante poderá talvez vir a ser questionado sobre a importância da biodiversidade e os recursos directos e indirectos que as florestas e os recifes de corais fornecem, como combustível, alimentos, fármacos ou turismo. E será preciso ponderar o impacto da mudança climática, da erosão do solo, da poluição, da extracção da madeira, dos combustíveis renováveis ou da pesca predatória, entre outros. Uma resposta conclusiva em que se eleja um em detrimento do outro é o que menos interessa.

Literatura Inglesa
Os livros de Harry Potter, da autora JK Rowling, são sempre um enorme sucesso de vendas. De que forma escrever livros para crianças é diferente de escrever para adultos?

Lucinda Rumsey, Mansfield College

Mesmo os candidatos que não conheçam a obra de Rowling podem falar a respeito de si próprios como leitores, da maneira como abordam os diferentes tipos de livros, formas como escritores desenvolvem o conjunto das suas obras e escrevem para públicos diferentes. Interessa ao examinador avaliar – quaisquer que sejam os livros que o candidato tenha lido – se sabe ler de forma ponderada e consciente, ou seja, se é capaz de desenvolver um raciocínio crítico sobre todos os livros que leu. Nem todos os candidatos têm o mesmo acesso a uma grande variedade de livros, portanto o examinador faz a avaliação com base no que o candidato sabe, não no que não sabe.

Biomedicina
Porque é que açúcar na urina é um indicador de que pode ter diabetes?

A resposta de Robert Wilkins, do St Edmund Hall

Basta ter alguns conhecimentos básicos de biologia e química para responder a esta questão e é do senso comum associar a diabetes à presença de açúcar (glicose) na urina. Mas o que se pretende com esta pergunta é que os candidatos pensem nos porquês do processo.
Por regra, os estudantes aprendem que os rins filtram o sangue para remover substâncias como a ureia, mas importa igualmente saber que muitas outras substâncias não devem ser eliminadas do corpo e também são filtradas. Considerando que a glicose não costuma ser encontrada na urina, os candidatos são levados a especular sobre como o açúcar pode ser reabsorvido à medida que a urina passa pelos canais renais. O processo envolve reabsorção por uma proteína transportadora que liga as moléculas de glicose e as expulsa para depois as devolver ao sangue. A capacidade de reabsorver glicose é finita porque, quando todas as transportadoras estão na sua capacidade máxima, a reabsorção de glicose pára de ocorrer. Uma boa resposta implica saber que um nível elevado de glicose no sangue na diabetes leva a um aumento da filtragem de glicose pelos rins e à saturação das transportadoras que fazem a reabsorção, resultando num derrame de glicose na urina.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×