21/11/18
 
 
Infecção com vírus da Sida na China afecta “gravemente” homossexuais

Infecção com vírus da Sida na China afecta “gravemente” homossexuais

Jornal i 20/11/2015 08:39

A China registou quase 110 mil casos de infeção com o vírus da Sida este ano, um ligeiro aumento face ao mesmo período de 2014, com a população masculina homossexual a ser "particularmente afetada", avançou hoje a imprensa estatal.

No conjunto, 25% das pessoas infetadas são homossexuais do sexo masculino.

"A situação é alarmante e, em algumas cidades, um em cada cinco homens homossexuais é portador do vírus", disse ao China Daily Wu Zunyou, responsável pelo Centro Nacional para o Controlo e Prevenção do HIV.

Segundo a mesma fonte, nos centros urbanos com maior incidência, como Pequim e Harbin, no norte do país, mais de 70% dos casos relatados envolvem homossexuais do sexo masculino.

Nos últimos anos, os jovens estudantes foram "gravemente" atingidos pela epidemia, com 70 a 80 por cento dos casos detetados em 2015 a envolver relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo.

"Proteger os jovens estudantes é um grande desafio", realçou Wu.

Segundo estimativas citadas pela imprensa local, a população homossexual no país rondará os 40 milhões - o equivalente a 3% da população chinesa.

Até 2001, a homossexualidade fazia parte da lista de perturbações mentais identificadas pela Sociedade Chinesa de Psiquiatria.

A China tem um dos mais baixos níveis de prevalência de HIV/SIDA no mundo (0,06%).

Lusa

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×