5/4/20
 
 
Parlamento vai discutir se evoca 40 anos do 25 de Novembro

Parlamento vai discutir se evoca 40 anos do 25 de Novembro

Rita Tavares 18/11/2015 13:16

Grupo de trabalho liderado por Jorge Lacão tem de apresentar uma solução até sexta-feira. PSD e CDS fazem questão de marcar a data redonda que nunca foi celebrada no parlamento.

Até sexta-feira o parlamento vai decidir se existirá alguma cerimónia evocativa dos 40 anos do 25 de Novembro, como proposto pelo PSD e CDS. Os dois partidos da direita querem celebrar "o dia que confirmou a democracia", de acordo com a carta dirigida ao presidente da Assembleia da República.

Na sequência deste pedido, Ferro Rodrigues nomeou Jorge Lacão presidente do grupo de trabalho que vai decidir em dois dias sobre o assunto, sendo certo que a evocação será feita fora do plenário, uma vez que já não há espaço para mais agendamentos. Ainda assim, Nuno Magalhães do CDS disse aos jornalistas que a evocação pode ser feita na próxima quarta-feira, dia 25, antes do período reservado para as declarações políticas no plenário. À direita pediu-se uma conferência ou uma sessão evocativa do dia que vai agora ser debatida entre os partidos.

Tanto CDS como PSD consideram que a data deve ser celebrada este ano, com o vice-presidente da bancada social-democrata Hugo Soares a recordar que a data "nunca foi celebrada nessas datas redondas porque o parlamento esteve sempre com os trabalhos suspensos por causa do Orçamento do Estado. Este ano deve ser bem marcada a data". Na carta enviada a Ferro Rodrigues, o PSD e o CDS argumentam: "Assim como celebrámos com dignidade os 40 anos de 25 de Abril, dia primeiro que trouxe a liberdade, é da maior justiça e importância relembrar o dia, e os seus intervenientes, que confirmou a democracia, reforçou o pluralismo e evitou desvios totalitários". 

O pedido surge em pleno processo de decisão do Presidente da República depois da rejeição do programa de governo PSD/CDS e quando a alternativa em cima da mesa é um governo o PS apoiado no parlamento por PCP, BE e Verdes. A 25 de Novembro de 75 foi bloqueada uma tentativa de golpe liderado pela esquerda radical, momento histórico que a direita faz questão agora de marcar.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×