14/10/19
 
 
Árabes investiram 800 milhões em Portugal desde 2006
3.º Fórum Económico Portugal e Países Árabes decorre a 23 e 24 deste mês

Árabes investiram 800 milhões em Portugal desde 2006

3.º Fórum Económico Portugal e Países Árabes decorre a 23 e 24 deste mês Fórum Económico Solange Sousa Mendes 18/11/2015 12:41

CCIAP prevê a entrada de 200 a 300 milhões de capital árabe em Portugal, para o próximo ano.

O mercado imobiliário português continua a dar cartas. E os países árabes já o perceberam e incluíram Portugal na sua rota prioritária de interesses. “Mais de 800 milhões de euros foram investidos em Lisboa e no Algarve entre 2006 e Setembro de 2015”, informou ao i Aida Bouabdellah, secretária-geral da Câmara de Comércio e Indústria Árabe-Portuguesa (CCIAP), salientando que só nestes últimos dois anos entraram no nosso país 400 milhões de capital daquela zona do mundo. A responsável fez questão de lembrar que “entre os 22 países árabes, alguns têm um elevado poder aquisitivo”. Com esta afirmação, a responsável quer dizer que Portugal só tem a ganhar, uma vez que eles estão muito centrados no seu desenvolvimento, dando especial destaque ao imobiliário e à construção. 

“Neste momento estão a desenvolver--se ainda mais negociações entre as duas localizações”, assegura, arriscando mesmo afirmar que a CCIAP prevê que os investimentos em Portugal “nunca sejam menos de 200 a 300 milhões de euros em 2016”. Segundo a secretária-geral desta câmara de comércio, os portugueses estão a oferecer condições vantajosas para o investidor. Mas faz uma ressalva: “Portugal ainda tem de fazer mais. Têm de ser criadas mais condições, se quisermos obter resultados mais efectivos.” Para a responsável, “Portugal tem de se mostrar”, e para isso precisa de desenvolver acções de promoção das oportunidades que aqui surgem.

Também os portugueses têm mostrado interesse nos países árabes. Só nos últimos dez anos, as relações comerciais entre os dois lados quadruplicaram. Não é por isso de estranhar que estes 22 estados sejam o segundo parceiro económico de Portugal e da Europa. “Hoje há mais  empresas portuguesas nos países árabes”, sublinha Bouabdellah, que lembra ainda que as relações de comércio entre as duas zonas apresentam crescimentos sustentáveis na ordem dos 10% ao ano. 

Para fomentar o vínculo entre portugueses e árabes, a CCIAP, em cooperação com a Liga dos Estados Árabes, organizou o 3.o Fórum Económico Portugal – Países Árabes, que decorre nos dias 23 e 24 de Novembro no Sheraton Hotel, em Lisboa. Para o evento já está assegurada a presença de muitos investidores árabes em Portugal. “Estão confirmadas 100 empresas e instituições, representadas ao mais alto nível”, informa Aida Bouabdellah, que também faz parte da organização do fórum. Além disso, vão estar presentes instituições europeias e de outros continentes. A adesão das entidades e empresas portuguesas também é forte (cerca de 300). Para a entrevistada do i, este panorama mostra o real interesse de ambas as partes, que procuram o estabelecimento de parcerias a médio e longo prazo com benefícios para os dois lados.

“Estes fóruns são já um marco nas relações empresariais luso-árabes. Ajudam a identificar as novas tendências, com vista à abertura de novas estratégias e novas formas de apoiar estas relações para desenvolver a motivação e mecanismos para o investimento”, reforça Aida Bouabdellah.

As inscrições para o fórum estão abertas até ao dia 18. Os interessados encontrarão todos os pormenores no site da CCIAP, em www.cciap.pt.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×