23/9/20
 
 
Peyton Manning. O recorde numa noite para esquecer
Passes do 18 são uma imagem de marca na NFL

Peyton Manning. O recorde numa noite para esquecer

Passes do 18 são uma imagem de marca na NFL Joe Mahoney/AP Rui Pedro Silva 17/11/2015 19:42

Quarterback dos Broncos bateu recorde de jardas na NFL (71 871) mas saiu lesionado e depois de quatro intercepções.

Brett Favre estava a apenas duas jardas e a ultrapassagem era inevitável. Mais cedo ou mais tarde, o quarterback de 39 anos ia assumir outra uma posição de relevo na história da NFL. Antes desta época, Peyton Manning já era o quarterback com mais touchdowns numa temporada (55 em 2013) e no total na liga (539 já a contar com os nove desta época), além de deter o recorde de jardas de passe numa só época (5477 em 2013).

Peyton Manning pode só ter vencido uma vez a Super Bowl (Indianapolis Colts bateram os Chicago Bears por 29-17 em Fevereiro de 2007), mas sempre foi visto como um dos quarterbacks de elite da NFL, especialmente durante a fase regular. O problema é que já não é o jogador que foi em tempos. Conseguiu mostrar a Jim Irsay, proprietário dos Colts, que tinha muito para dar ainda em 2011, mas a quarta temporada no Colorado está a ser desastrosa. Não tanto pelos resultados da equipa (sete vitórias e duas derrotas), como na estatística individual, com apenas nove passes para touchdown contra 17 intercepções. O número representa a pior relação entre os dois desde a época de estreia, em 1998, quando terminou com 26/28.

O cenário para bater o recorde era promissor. Os Denver Broncos jogavam em casa com os Kansas City Chiefs e eram favoritos. Mas perderam 13-29. E Manning, apesar de não ter precisado de muito tempo para superar Brett Favre (71 838), teve uma noite para esquecer, com apenas cinco passes completos em 20 tentados. E permitiu quatro intercepções contra zero touchdowns. O recorde foi assinalado pela NFL com uma paragem própria, mas a situação não ajudou. “Foi um momento estranho ter o jogo interrompido a meio. E não estava a ter o melhor arranque”, comentou o jogador.

O problema não foi só esse. Peyton Manning não estava em perfeitas condições físicas, forçou a ida a jogo e levou a que o treinador o substituísse durante o terceiro período. “Pensei que estava suficientemente bem para jogar. Talvez tenha sido só uma sensação falsa, ou errada”, justificou, lamentando que a decisão tenha prejudicado a equipa. A mudança de quarterbacks foi uma iniciativa de Garry Kubiak para evitar males maiores. “Para ser honesto, estava a protegê-lo porque estava preocupado. Devia ter-lhe dito que não jogava esta semana, mas ele é um competidor nato, queria jogar”, revelou.

O rescaldo tornou a partida ainda mais negativa. De acordo com a edição online da ESPN, Peyton Manning tem uma ruptura parcial da fáscia plantar no pé esquerdo, uma lesão que se agravou durante o encontro com os Chiefs. Para já, não é garantido que tenha de falhar algum tempo a recuperar. Na próxima jornada, os Broncos jogam em Chicago com os Bears e a 30 de Novembro recebem os campeões New England Patriots.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×