15/9/19
 
 
Líbano. 43 mortos em dupla explosão

Líbano. 43 mortos em dupla explosão

Jornal I 13/11/2015 14:43

Foi decretado hoje um dia de luto nacional em homenagem às vítimas do atentado.

Pelo menos 43 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas num duplo atentado suicida ontem contra um reduto do grupo xiita Hezbollah, no sul de Beirute, no Líbano, segundo dados divulgados pela Cruz Vermelha e pelas autoridades libanesas.

Ao fim da tarde de ontem, dois homens detonaram explosivos em frente a um centro comercial no bairro Burj al Barajneh onde também existe um campo de refugiados palestiniano. As autoridades encontraram ainda um terceiro terrorista já sem vida.

Este é o ataque mais sangrento contra um reduto xiita libanês Hezbollah, que trava uma guerra contra o Estado Islâmico na Síria. O grupo xiita apoia, desde 2013, o regime do presidente sírio Bashar al-Assad.

O ataque foi depois reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico, que num comunicado online fez saber que alguns dos seus membros fizeram explodir uma mota carregada de explosivos numa rua de Burj Al-Barajneh e que um outro homem explodiu mais tarde quando o local já se encontrava cheio de pessoas.

A Casa Branca e as Nações Unidas condenaram os ataques “terroristas horríveis” em Beirute. “Os Estados Unidos vão manter-se firmes ao lado do governo do Líbano”, disse o porta-voz do Conselho Nacional de Segurança. Ned Price.

Já o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, qualificou o ataque como um “acto desprezível” e convocou todos os libaneses a “continuar a trabalhar para preservar a segurança e estabilidade” do país. Ki-Moon garantiu ainda “o apoio da ONU às instituições libanesas, para garantir a segurança do Líbano e da sua população”.

Com bandeiras a meia haste e edifícios públicos fechados, o Líbano enfrenta hoje um dia de luto nacional em homenagem às vítimas.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×