18/11/19
 
 
Espanha. Subsídio de desemprego dura mais que em Portugal

Espanha. Subsídio de desemprego dura mais que em Portugal

11/07/2012 14:16

O governo espanhol alterou hoje as regras para a atribuição do subsídio de desemprego, alegando que esta mudança é um incentivo para a procura de emprego.

O governo espanhol alterou hoje as regras para a atribuição do subsídio de desemprego, alegando que esta mudança é um incentivo para a procura de emprego.

Mariano Rajoy anunciou hoje um conjunto de “novos esforços” para combater o défice, com medidas do lado da despesa e da receita, incluindo a suspensão do subsídio de Natal, aumento do IVA e redução no subsídio de desemprego, tal como aconteceu em Portugal.

No entanto, no que refere ao subsídio de desemprego, os portugueses ficam a perder em relação aos espanhóis.

Em Portugal o cálculo do subsídio de desemprego é efectuado a partir de uma base de 55% do valor de referência, - a remuneração correspondente à soma dos 12 meses que precederam o segundo mês anterior ao desemprego, incluindo subsídio de férias e de Natal relativos a esse período - e ao fim de seis meses essa base cai 10%, sendo o valor mínimo mas o valor máximo não pode ultrapassar os 1048,05 euros de subsídio.

A partir do momento em que se começa a receber, os portugueses têm apenas um máximo de 18 meses. Após esse período, perdem o subsídio. Neste aspecto, os espanhóis estão em vantagem.

Além do cálculo do subsídio de desemprego ser efectuado numa base de remuneração de 60%, caindo para 10% ao fim de seis meses, os espanhóis recebem o subsídio por um período máximo de dois anos.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×