29/2/20
 
 
Actriz faz-se de alcoolizada para testar as reacções dos homens
A actriz foi instruída a só interagir com homens em resposta a um contacto inicial

Actriz faz-se de alcoolizada para testar as reacções dos homens

A actriz foi instruída a só interagir com homens em resposta a um contacto inicial Jornal i 30/10/2015 10:53

As reacções não podiam ser mais chocantes.

Uma actriz fingiu-se embriagada, na capital espanhola, e as reacções dos homens não podiam ser mais machistas.

A ideia de convidar uma actriz para fazer esta figura nas ruas de Madrid, em plena luz do dia, foi de um centro de tratamentos para dependentes químicos em Madrid. O objectivo: testar as reacções dos homens, perante a vulnerabilidade das mulheres.

O vídeo de 10 minutos não engana. Os homens ficaram de tal maneira entusiasmados com o estado da mulher, que as gravações tiveram de ser interrompidas, explicou o coordenador do estudo, José Miguel Gaona.  

"Ficamos assustados com a atitude das pessoas. Esperávamos insinuações e comentários, mas nunca que os homens fossem tentar abusar fisicamente da mulher em plena luz do dia em Madrid. Sinceramente, isso foi uma surpresa", afirmou à BBC Brasil.

O psicólogo contou ainda que a ideia do vídeo foi inspirada num outro, feito anteriormente em Los Angeles. A diferença é que este estudo pretendia testar a espontaneidade das agressões.

Por isso, a actriz foi instruída a só interagir com homens em resposta a um contacto inicial.

Havia um script e tudo. A actriz tinha de dizer que tinha passado a manhã a beber e que se tinha perdido das amigas. O pior é que não podia contactá-las porque estava sem bateria no telemóvel.

“Tudo o que mostramos no vídeo aconteceu de verdade, e isso é o que o torna mais assustador. Ninguém tentou ajudá-la", acrescentou o psicólogo.

Muitas vezes, os homens tentaram levar a mulher para locais mais discretos, para tentar beijá-la e apalpá-la. Uma das vezes, até tentaram alcoolizá-la ainda mais, mesmo depois de a jovem frisar que estava com uma intoxicação de álcool.

Para Gaona, esta última situação foi a mais impressionante. "Isso foi algo que me deixou ainda mais chocado. Um homem a tentar aproveitar-se de uma mulher em estado de embriaguez avançada é a mesma coisa que tentar abusar de alguém com uma deficiência mental", sublinhou.

Contudo, a equipa do Neurosaulus (o centro de tratamento de Madrid) ficou mais chocada com as reacções dos internautas, que fizeram comentários sobre o vídeo, tanto no YouTube do centro, como nos noticiários.

Os comentários diziam que a maneira como a mulher estava vestida e o facto de estar alcoolizada justificava o assédio. O mais preocupante é que isso foi dito em várias línguas. Isto significa que há um problema de comportamentos e atitudes generalizado no mundo.

A única vantagem deste estudo é que o vídeo ao tornar-se viral gera o debate, desabafou o psicólogo.

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×