15/10/19
 
 
Estudos. Crianças educadas por homossexuais são mais saudáveis

Estudos. Crianças educadas por homossexuais são mais saudáveis

Shutterstock Catarina Correia Rocha e Melissa Lopes 17/10/2015 21:32

Pais gay têm tendência para serem mais motivados e comprometidos.

As crianças educadas por dois pais ou duas mães “tendem a ser mais saudáveis do que aquelas que foram criadas por casais heterossexuais”. A conclusão é de um estudo da Universidade de Melbourne, na Austrália, que contou com a participação de 315 pais gays e mais de 500 crianças. 

Publicado no ano passado, esta investigação mostrou ainda que a explicação para este facto não é nenhum segredo: as responsabilidades dos pais são repartidas de igual modo. “A nossa pesquisa sugere que abandonar os estereótipos associados ao género pode ser benéfico para a saúde da criança”, explica Simon Crouch, responsável pelo estudo, num artigo publicado no site australiano “The Conversation”. 

Também Charlotte Patterson, psiquiatra da Universidade da Virgínia que se dedica há mais de 20 anos a estudos relacionados com a homossexualidade, investigou mais de cem famílias e concluiu que os pais do mesmo sexo tendem a repartir mais as tarefas. Em 2011, em entrevista à Lusa, a especialista afirmou que “os casais do mesmo sexo parecem partilhar a educação dos filhos de forma mais igualitária do que os heterossexuais”.Estes últimos tendem a sexualizar os papéis,“com a mãe geralmente mais envolvida no acompanhamento dos filhos e o homem mais absorvido pelo trabalho”. 

Segundo a psicóloga norte-americana Abbie Goldberg, os pais gay “têm tendência a ser mais motivados e mais comprometidos do que a média dos casais heterossexuais, porque escolheram ser pais”. Os casais homossexuais escolhem ter filhos e raramente os têm por acidente, ao contrário do que poderá acontecer em famílias heterossexuais: “Isso dá mais comprometimento e envolvimento, em geral”, afirma a psicóloga num estudo publicado em 2012 no “Journal of Marriage and Family”. 

Mas estas não são as únicas vozes a afirmar que não existe nenhuma problemática associada ao desenvolvimento das crianças educadas por casais do mesmo sexo. Um dos temas que costumam preocupar os críticos é a influência dos pais na orientação sexual da criança. “Estudos recentes mostraram não haver qualquer problema para a criança no seu desenvolvimento ou na sua personalidade, temperamento e sexualidade” quando criada por um casal do mesmo sexo, explica o pedopsiquiatra Mário Cordeiro ao i.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×